Agricultura e pecuária em risco na União Europeia

Publicado em 05/09/2019 por Euronews Portugal

Prevê-se uma redução drástica na produção agrícola e pecuária na União Europeia. Os impactos negativos das alterações climáticas podem levar mesmo ao abandono destes setores em algumas áreas dos países do sul do velho continente. A informação consta de um relatório da Agência Europeia do Ambiente. No geral, o setor agrícola na UE pode perder até 16%, até 2050.
As repercussões das alterações climáticas vão fazer-se sentir nos custos de produção, tornando-os mais elevados, afetando o preço, a quantidade e a qualidade dos produtos cultivados em alguns pontos da Europa.
As terras agrícolas representam, apenas, 40% do território no bloco forte europeu. As indústrias e os serviços relacionados com a agricultura e a alimentação são responsáveis por mais de 44 milhões de empregos, diretos e indiretos, na UE.
Portugal, onde os episódios de seca são cada vez mais frequentes, prolongados e intensos, é um dos países que mais pode sofrer com estas mudanças. O previsto aumento de dois graus Celsius nas temperaturas globais pode levar a uma quebra na taxa da produtividade média anual em culturas como o milho, a vinha e o olival.