Amazonas volta a ser subordinado ao Grão-Pará

Publicado em 09/01/2019 por Brasil Norte Comunicação

Políticos que apoiaram a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República ficaram apavorados com uma informação que circulou ontem, dia 7, nos bastidores do Palácio do Planalto, em Brasília, na área de infraestrutura do governo. O Amazonas pode aumentar sua subordinação ao “Grão-Pará”.
Eles identificaram movimentação para acabar com a superintendência do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) no Amazonas, transformando-a em uma espécie de coordenação subordinada ao Pará.
Dessa forma, o comando do setor passaria para o estado do Pará, como já foi nos períodos colonial e imperial do Brasil, quando o Amazonas integrava o Grão-Pará.
Hoje, pela geografia continental da Amazônia, o Dnit no Amazonas também atua sobre o setor em Roraima, estados que se ligam pela BR-174.
Se vingar essa disposição de esvaziamento, o Amazonas será apenas um escritório subordinado a Belém, retrocedendo na história.
Só para lembrar, o estado hoje já integra o “Grão-Pará” no comando do Banco da Amazônia (Basa) e Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).