Arthur Nogueira doa mais dinheiro para própria campanha

Publicado em 11/09/2018 por A Gazeta - MT

Terça, 11 de setembro de 2018, 07h20

Política de MT

Celly Silva, repórter do GD

O candidato a governador de Mato Grosso, Arthur Nogueira (Rede) atualizou sua prestação de contas ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) e declarou, no último dia 6, já ter arrecadado R$14,9 mil. Até o último dia 31, ele dispunha de R$ 5,6 mil para financiar sua campanha.

Marcus Vaillant



Arthur nogueira (Rede)

O policial rodoviário federal bancou 95,51% de sua caminhada eleitoral até o momento. Ele fez 4 transferências de R$ 2,3 mil a R$ 5 mil para si próprio entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro. Os 4,49% restantes são relativos a financiamento coletivo, que rendeu R$ 672.

Leia também - Em 10 dias, Mauro Mendes gasta mais R$ 729,7 mil em campanha

De acordo com a assessoria de imprensa do candidato, ainda não há previsão de repasse do fundo partidário e nem do fundo especial para financiamento de campanha. O diretório nacional da Rede Sustentabilidade dispõe de R$ 10 milhões e faz a distribuição conforme critérios estabelecidos pela cúpula.

Com relação às despesas, o candidato já declarou ter gasto R$ 1.016,66 com Agimar Gonzaga Monteiro, responsável pela produção de programas de rádio e televisão (R$ 900), Vakinha.com Negócios Virtuais Ltda, que cobrou a taxa de administração pelo financiamento coletivo na internet (R$ 70,11) e encargos financeiros, taxas bancárias e operações de cartão de crédito (R$ 46,55). Os dados estão disponíveis na plataforma DivulgaCandContas, da Justiça eleitoral

Leia também - Eleitor pode ajudar a fiscalizar gastos de campanha de candidatos

No pleito eleitoral deste ano, a legislação permite que candidatos ao Governo estadual gastem até R$ 5,6 milhões no primeiro turno e R$ 2,8 milhões no segundo. O limite de cabos eleitorais para este cargo é 1.422.

Qualquer cidadão pode acessar as contas dos candidatos e ajudar a fiscalizar se os limites legais estão sendo obedecidos por eles, enviando informações como documentos, fotos ou vídeos relativos à campanha para a Justiça eleitoral, por meio do aplicativo Caixa 1, disponível para o sistema operacional Android.