Conab programa nova rodada de leilões para escoamento de arroz

Publicado em 13/04/2018 por Jornal do Comércio - RS

Mais uma oportunidade para escoamento de arroz em casca da Região Sul será oferecida pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) na próxima quinta-feira, dia 19. Esta é a sexta operação de incentivo para que produtores e indústrias do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina consigam repassar seus estoques, por meio de leilões de Prêmio para Escoamento de Produto (PEP) e de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro).
Serão ofertadas 90 mil toneladas para PEP (75 mil do Rio Grande do Sul e 15 mil de Santa Catarina) e 17 mil para Pepro (15 mil de arroz gaúcho e 2 mil catarinense), totalizando 107 mil toneladas. O produto não poderá ser escoado para os estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Maranhão, Piauí, Tocantins, Rondônia e Pará.
Para participar do leilão de Pepro, agricultores e cooperativas precisam estar inscritos no Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais (Sican). Já no caso do PEP, a compra do produto por indústria ou comerciantes de cereais deve ser realizada por produtores que também tenham registro no sistema.
No último leilão, realizado no dia 4 de abril, houve negociação para 41% das 90 mil toneladas do PEP, o que correspondeu a 37 mil toneladas (32,4 mil do Rio Grande do Sul e 4,6 mil de Santa Catarina). Não houve interesse para as 17 mil toneladas ofertadas pelo Pepro, o que já indica uma reação natural de estabilização do mercado.
Nas cinco operações realizadas desde o início do ano, a Conab ofertou 647 mil toneladas de arroz, com negociação de cerca de 346,2 mil toneladas. Os leilões foram autorizados em portaria publicada no Diário Oficial da União no dia 29 de dezembro, e está previsto um valor aproximado de
R$ 100 milhões para as operações. O objetivo é garantir a manutenção dos preços mínimos do cereal na Região Sul e cumprir a Política de Garantia de Preços Mínimos do governo federal.