Confira propostas pelo crescimento do Estado

Publicado em 05/10/2018 por Jornal Extra Alagoas

Edição nº 992 / 2018

Na avaliação da reitora da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Valéria Correia, o estado de Alagoas ainda possui níveis de concentração de renda, que se expressam na elevada desigualdade social e nos índices sociais ainda preocupantes, como é o caso do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,631, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realidade que necessita ser enfrentada com políticas públicas de inclusão social e de geração de empregos. 

"Para o enfrentamento das desigualdades serão necessárias medidas governamentais estruturais, como uma reforma tributária ascendente e a realização da auditoria da dívida pública. Desenvolver e fortalecer as políticas de apoio aos pequenos produtores e à agricultura familiar é fundamental para mitigar as desigualdades sociais, além da construção participativa de um plano estadual de combate à pobreza para a utilização dos recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep)", apontou. 

Leia mais no jornal EXTRA nas bancas!