Exportações brasileiras do agro crescem 18,3% em novembro

Publicado em 17/12/2018 por Agro em Dia

As exportações brasileiras do agronegócio somaram US$ 8,37 bilhões em novembro deste ano, com aumento de 18,3% em comparação aos US$ 7,08 bilhões comercializados no mesmo mês de 2017. As vendas externas do agro foram puxadas, principalmente, por cinco setores: complexo soja; carnes; produtos florestais; cereais, farinhas e preparações; e complexo sucroalcooleiro. Juntos, eles representaram 75,8% do total exportado pelo agro em novembro de 2018.
Segundo dados da Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), as importações brasileiras de produtos agropecuários totalizam US$ US$ 1,18 bilhão no mês passado, ante US$ 1,15 bilhão de novembro de 2017, com alta de 2,2%. Com isso, o saldo da balança comercial do agro alcançou US$ 7,20 bilhões no período, com variação positiva de 21,4% em relação a novembro de 2017 (US$ 5,93 bilhões).
Mesmo com o crescimento de 18,3% no comércio exterior, a participação dos produtos do agronegócio no total exportado pelo Brasil recuou de 42,4% em novembro de 2017 para 40,0% no mês passado.
As exportações de novembro foram lideradas pelo complexo soja, com participação de 29,6%. Em seguida, vêm carnes, com 15,3%; produtos florestais, com 14,1%; cereais, farinhas e preparações, com 9,1%; e complexo sucroalcooleiro, com 7,6%.
Blocos e países
Entre os blocos econômicos e regiões geográficas, a Ásia foi o principal destino dos produtos brasileiros, com embarques de US$ 4,27 bilhões, no mês passado. O crescimento de 60,5% em relação a novembro de 2017 foi causado principalmente pela expansão das vendas de soja em grãos (+US$ 1,23 bilhão), celulose (+US$ 213,47 milhões) e algodão não cardado nem penteado (+US$ 102,74 milhões).
A participação asiática nas vendas externas de produtos agropecuários brasileiros subiu de 37,6% para 51,0% em novembro, de acordo com os números da balança comercial agro, divulgada mensalmente pela SRI.
A China permanece como o principal mercado das vendas externas brasileiras, com a cifra de US$ 2,89 bilhões. Em relação a novembro de 2017, houve expansão de 126,8% no valor exportado e crescimento da participação chinesa de 18,0% para 34,5%.
O principal produto negociado com esse parceiro asiático foi a soja em grãos, com US$ 1,93 bilhão, o que representou dois terços de todas as exportações do agronegócio brasileiro para a China no mês.
Em relação à quantidade, em novembro foram embarcadas praticamente 5,0 milhões de toneladas do grão para o mercado chinês, o que significou um acréscimo de pouco mais de 3,0 milhões de toneladas em comparação a igual período de 2017.
O país asiático também foi o principal destino da celulose e da carne bovina in natura brasileira no período, atingindo as cifras de US$ 358,73 milhões e US$ 161,37 milhões, respectivamente.