Federação agrícola quer pautar segurança rural no debate em SP

Publicado em 15/05/2018 por Veja.Com

A Federação Agrícola do Estado São Paulo (Faesp) vai encaminhar aos candidatos ao governo de São Paulo nas eleições de 2018 doze sugestões de medidas de segurança no campo para diminuir a criminalidade nas regiões rurais do Estado. A entidade aponta que foram registradas cerca de 15 mil ocorrências no ambiente rural entre janeiro de 2017 a março de 2018. Do total de registros, de acordo com esse levantamento, 76% se relacionam aos crimes de furto, roubo e latrocínio.

“É necessária uma ação imediata dos poderes públicos, levando ao campo a segurança para que o produtor tenha condições de aprimorar cada vez mais a produção com produtividade”, afirmou o presidente da Faesp Fábio Meirelles. A segurança virou um dos temos prioritários do setor do agronegócio nesta eleição. Preocupados com furtos e o aumento dos roubos, produtores rurais e representantes do agronegócio do país querem pautar o combate à violência no debate eleitoral.

No relatório, a Faesp diz que as medidas, se implementadas, poderiam diminuir os índices de criminalidade. Entre elas, “o aumento da presença ostensiva dos agentes policiais estaduais e municipais” e “a incorporação das informações registradas no Cadastro Ambiental Rural (CAR) nos sistemas informatizados da Polícia Militar, o que permitiria maior agilidade e precisão no despacho de viaturas para o atendimento de ocorrências policiais na zona rural”.