Petróleo opera perto da estabilidade, antes de dado de estoques dos EUA

Publicado em 08/08/2018 por IstoÉ Dinheiro

O petróleo opera próximo da estabilidade na manhã desta quarta-feira, antes da divulgação do dado de estoques na semana dos Estados Unidos. Além disso, investidores avaliam os dados mais recentes da balança comercial da China e também o quadro na oferta e a demanda, após os EUA confirmarem sanções contra o Irã.

Às 7h37 (de Brasília), o petróleo WTI para setembro caía 0,04%, a US$ 69,14 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para outubro recuava 0,07%, a US$ 74,60 o barril, na ICE.

O Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) divulga às 11h30 o dado semanal de estoques da commodity. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal preveem queda de 2,3 milhões de barris. Ontem, o American Petroleum Institute (API) informou que, no seu levantamento, houve queda de 6 milhões de barris nos estoques de petróleo.

Investidores acompanham também o quadro para a oferta e a demanda. O fato de que os EUA impuseram sanções contra o Irã apoia os preços. Além disso, o governo do presidente Donald Trump ameaça impor sanções ainda mais duras em novembro.

Mais cedo, a China informou que ampliou suas importações de petróleo, que tiveram avanço anual de 3,7% em julho. Alguns analistas, porém, ponderam que essas compras chinesas de commodities devem perder fôlego no restante deste ano.