Por que cientistas especialistas em clima defendem mudança global de dieta

Publicado em 10/08/2019 por G1 Natureza

Pecuária e cultivo de arroz ajudam a liberar metano na atmosfera; devemos comer legumes, verduras, leguminosas e grãos e menos carne e laticínios


Especialistas em clima alertam para um novo aspecto do aquecimento global: e não tem nada a ver com carros, fábricas ou usinas de energia, mas com a nossa alimentação. (Assista ao vídeo)

Eles dizem que temos que rever a nossa dieta, já que o que comemos não afeta só a nossa própria saúde, mas a do planeta também.

Exemplo: a pecuária e o plantio de arroz respondem por cerca de metade do metano liberado na atmosfera, o que contribui muito para o aquecimento global.

Os bovinos produzem metano em seu aparelho digestivo e o liberam em seus arrotos e flatulências. Já o cultivo de arroz irrigado por inundação cria um ambiente perfeito para bactérias que produzem metano.

A mudança na dieta do mundo seria comer menos carne e mais laticínios, e comer mais leguminosas, grãos (menos trigo e arroz), legumes e verduras.