Taques convida Adilton Sachetti para disputar o Senado em seu palanque

Publicado em 11/07/2018 por A Gazeta - MT

Quarta, 11 de julho de 2018, 10h40

BASTIDORES

Pablo Rodrigo, repórter do GD

Divulgação


Deputado federal e pré-candidato ao senado, Adilton Sachetti (PRB), voltou a ser convidado pelo governador Pedro Taques (PSDB) para compor o seu palanque de reeleição.

Desta vez o convite é para Sachetti seja candidato ao senado, ao lado do também deputado federal Nilson Leitão (PSDB).

Leia também - Wellington nega esvaziamento de palanque e diz que MDB o apoiará ao governo

A reunião para oficializar a proposta ocorrerá na próxima sexta-feira (13), quando Taques e Sachetti voltam a se reunir.

O convite ocorre após o ex-prefeito Mauro Mendes (DEM) ter convidado o ex-vice governador Carlos Fávaro (PSD) a disputar o senado em sua chapa. Sachetti e Fávaro disputavam quem seria candidato a senatória ao lado de Jayme Campos (DEM) até o início da semana. Porém, Fávaro deverá aceitar o convite.

O que chama atenção, é que na última segunda-feira (9), o ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP), afirmou que apoiará Sachetti, caso se candidato a qualquer cargo nas eleições de outubro, além de ter dito que o governador "não estaria morto" na disputa ao Palácio Paiaguás.

A reviravolta tem agitado os bastidores da disputa eleitoral. Taques e Sachetti já haviam se reunido no início do ano, quando o tucano teria oferecido a vaga de vice para a disputa a reeleição. Sachetti teria negado e reafirmado a intenção de concorrer ao senado. Nos bastidores, a informação é que Sachetti estaria chateado com Taques por uma série de razões. Tanto, que afirmou publicamente na semana passada, que O PRB não abriria mão de apoiar Mauro Mendes ao governo.

Com a preferência por Fávaro, por conta do tamanho do PSD e do tempo de TV da sigla, Sachetti não negou ter mais um diálogo com Taques por conta do novo convite ao parlamentar.