Tribunais de Contas vão auditar áreas protegidas na Amazônia

Publicado em 12/04/2018 por OECO

O Tribunal de Contas da União (TCU) firmou acordo de cooperação técnica com nove Tribunais de Contas Estaduais (TCE) para permitir a realização de auditorias em Unidades de Conservação na Amazônia. O objetivo das fiscalizações é avaliar a gestão ambiental das unidades, identificando riscos e oportunidades nas administrações. A vigência do acordo é de 36 meses, podendo ser prorrogado mediante termo aditivo.

A equipe de auditorias será composta de fiscais, engenheiros e contadores com experiência em auditoria operacional, como coleta e análise sistemáticas de informações. Os resultados parciais das fiscalizações serão compartilhados de forma conjunta entre as Cortes, de modo a intercambiar conhecimentos, informações e pesquisas, visando a troca de experiências entre os técnicos das cortes.

Os nove Tribunais de Contas Estaduais que participam do acordo são: Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Acre (TCE-AC); Amapá (TCE-AP); Maranhão (TCE-MA); Mato Grosso (TCE-MT); Pará (TCE-PA); Rondônia (TCE-RO); Roraima (TCE-RR) e Tocantins (TCE-TO).