Ameaças ao planeta são muito piores que há 25 anos

Publicado em 14/11/2017 por Folha de Londrina


Miami - Vinte e cinco anos depois que cientistas do mundo todo lançaram um "alerta para a humanidade" sobre os perigos para o meio ambiente, uma nova atualização divulgada nesta segunda-feira (13) diz que a maioria dos problemas do planeta está ficando "muito pior". Mais de 15 mil cientistas de 184 países assinaram a carta, denominada "Alerta dos Cientistas do Mundo para a Humanidade: um Segundo Aviso", que foi publicada na revista científica BioScience.

A versão inicial, lançada em 1992 pela Union of Concerned Scientists, foi assinada por 1.700 especialistas. Desde então, quase todas as principais ameaças ao meio ambiente se tornaram mais graves, em particular, destaca a publicação, a crescente população mundial, que adicionou dois bilhões de pessoas ao planeta desde 1992, um aumento de 35%, de acordo com a atualização.

Outras grandes ameaças são o aquecimento global e as constantes emissões de carbono geradas pelo uso de combustíveis fósseis, bem como as práticas agrícolas não sustentáveis, o desmatamento, a falta de água doce, a perda de vida marinha e as crescentes zonas mortas dos oceanos.