Após reação de Wall Street na sexta-feira, Bolsas têm dia de recuperação no mundo

Publicado em 12/02/2018 por O Globo

Painel com cotações em corretora de Pequim. Foto: Mark Schiefelbein/AP

XANGAI e FRANKFURT - Após a reação de Wall Street na última sexta-feira, as Bolsas da Ásia fecharam em recuperação e as da Europa abriram em alta. Na Ásia, o pregão foi de aparente calma, com os indicadores futuros do mercado americano em alta, embora os investidores globais ainda estivessem preocupados com a inflação nos Estados Unidos após a forte venda da semana passada. Na Europa, o índice FTSE 100, de Londres, avançava 0,94% na abertura, enquanto o DAX, de Frankfurt, subia 1,08%. O CAC-40, de Paris, tinha alta de 1%, enquanto o Ibex 35, de Madri, ganhava 1,24%.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 1,29%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,76%. O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,57%, depois de sofrer queda de 7,3% na semana passada.

- Um acúmulo maciço de alavancagem do mercado foi parcialmente revertido em um piscar de olhos e se transformou em algo muito mais abrangente - disse o estrategista-chefe de mercado da IG, Chris Weston. - Pode-se argumentar que é o mercado de títulos dos EUA que é a força motriz, e continuará assim durante a próxima semana.

De modo geral, os mercados temiam que o Federal Reserve, banco central norte-americano, possa elevar os juros mais rapidamente diante de dados mais fortes da maior economia do mundo.