China: exportações avançam 10,9% ao ano em dezembro, acima do esperado

Publicado em 12/01/2018 por Valor Online

PEQUIM - As exportações chinesas denominadas em dólares cresceram em dezembro a um ritmo mais lento do que em novembro quando comparados com um ano antes, mas acima do previsto pelos economistas. O dado de dezembro também manteve a alta nos embarques ao exterior pelo décimo mês consecutivo na esteira da demanda global ainda robusta por produtos chineses. Já as importações do maior comprador de commodities do mundo, no entanto, diminuíram significativamente, encerrando uma sequência de 11 meses de altas de dois dígitos. As exportações aumentaram 10,9% em dezembro de 2017 em relação a dezembro de 2016, após ter crescido 12,3% em novembro ante um ano antes, de acordo com dados da Administração Geral de Alfândegas divulgados nesta sexta-feira. Os economistas entrevistados pelo "The Wall Street Journal" haviam feito uma previsão de alta de 9,5% nas exportações. As importações em dezembro cresceram 4,5% em relação ao mesmo mês do ano anterior, em comparação com um ganho de 17,7% em novembro ante um ano antes. O aumento foi muito menor do que a previsão da pesquisa com os economistas, de uma alta de 15,0%. Com os números mais fracos de importação, o superávit comercial da China cresceu em dezembro, para US$ 54,69 bilhões, ante US$ 40,21 bilhões em novembro, e superando também a previsão de um superávit de US$ 38,5 bilhões. Em yuan Mais cedo, a Administração Geral de Alfândegas havia divulgado os dados de comércio exterior denominados na moeda local, o yuan. Em yuan, as exportações chinesas cresceram 10,8% em 2017 em relação ao ano anterior, após uma queda de 2% em 2016. As importações se expandiram 18,7% em termos de yuan em 2017 em relação ao ano anterior, em comparação com um aumento de 0,6% em 2016. O superávit comercial do país diminuiu no ano passado para 2,87 trilhões de yuan (US$ 441,9 bilhões), de 3,35 trilhões de yuan no ano anterior. EUA a Administração Geral de Alfândegas divulgou também nesta sexta-feira que o superávit comercial da China com os Estados Unidos atingiu o nível recorde de US$ 275,8 bilhões em 2017. A diferença nos valores das trocas comerciais entre os dois países superaram no ano passado os números registrados em 2016, de US$ 250,7 bilhões, e em 2015, de US$ 260,8 bilhões.