Comércio da China com outros países acelera a dois dígitos em janeiro

Publicado em 08/02/2018 por Valor Online

PEQUIM - A China registrou crescimento de dois dígitos tanto nas exportações como nas importações em janeiro, em termos de dólar, refletindo uma demanda robusta no país e no exterior, embora a proximidade do feriado do Ano Novo Lunar seja provavelmente um fator para os aumentos. As exportações estenderam os ganhos pelo 11º mês consecutivo, enquanto as importações do maior comprador de commodities do mundo mostraram uma forte recuperação do crescimento, apontando para a continuidade da resiliência na economia chinesa. As exportações aumentaram 11,1% em janeiro em relação ao mesmo mês do ano anterior, após um crescimento de 10,9% em dezembro, informou nesta quinta-feira a Administração Geral das Alfândegas. Uma pesquisa do "The Wall Street Journal" com economistas previa que o valor dos embarques ao exterior crescesse 10,2%. As importações em janeiro subiram 36,9% em relação a igual mês do ano anterior, em comparação com um ganho de 4,5% em dezembro. O aumento foi muito maior do que a previsão do economistas, de alta de 9,2%. O superávit comercial da China diminuiu em janeiro para US$ 20,34 bilhões, de US$ 54,69 bilhões no mês anterior, ficando aquém de uma previsão mediana de um superávit de US$ 56,4 bilhões. O momento do Ano Novo Lunar, que caiu em janeiro do ano passado, mas será em fevereiro este ano, normalmente distorce os dados nos dois primeiros meses do ano. Antes da divulgação, os economistas esperavam que o crescimento das exportações fosse apoiado pelo maior número de dias úteis de janeiro comparado ao ano anterior. Dados em yuan Em valores em moeda local, as exportações da China em janeiro cresceram 6% em relação ao mesmo mês do ano anterior em yuan, após um ganho de 7,4% em dezembro. As importações, em termos de yuan, aumentaram 30,2% em janeiro em comparação a igual mês de 2017, ante aumento de 0,9% em dezembro, disse a Administração Geral das Alfândegas. O superávit comercial do país diminuiu acentuadamente no mês passado, para 135,8 bilhões de yuan (US$ 21,7 bilhões), de US$ 361,98 bilhões no mês anterior.