Expodireto prevê crescimento de 20% em negócios em 2018

Publicado em 06/02/2018 por Jornal do Comércio - RS

A menos de um mês da abertura da 19ª edição da Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque, que neste ano acontece de 5 a 9 de março, a organização do evento já faz previsões otimistas. Segundo o presidente da Cotrijal, Nei César Manica, a expectativa é de superar em até 20% o volume de negócios da edição do ano passado, quando as transações alcançaram R$ 2,1 bilhão.
"O produtor ainda tem um bom volume de produtos da safra passada que não comercializou por conta da queda nos preços, e o desenvolvimento da safra atual vem muito bem no RS, e tudo isso ajuda nas perspectivas de negócio", argumentou Manica durante o lançamento da feira nesta terça-feira (6) em Porto Alegre. O dirigente citou ainda a retomada no crescimento do PIB do país, a queda nas taxas de juros e a confirmação das instituições financeiras de que estarão ofertando grandes volumes em crédito pré-aprovado na feira para justificar o otimismo.
Segundo Manica, neste ano serão mais de 500 expositores, com previsão de público de mais de 240 mil visitantes de 70 países. "É o evento em que o agronegócio tem a oportunidade de buscar informação, tecnologia e conhecimento", defendeu. Entre os temas que serão debatidos, Manica destacou a agricultura digital como grande tendência para a edição de 2018.
Presente ao lançamento, o governador do Estado, José Ivo Sartori, afirmou que a Expodireto "superou os limites do Estado, e virou uma festa brasileira", e classificou o agronegócio como um retrato do Rio Grande do Sul, na sua visão, "forte e aguerrido, mesmo com todas as dificuldades". Sartori ainda aproveitou a ocasião para pedir apoio dos deputados estaduais na aprovação da adesão ao Regime de Recuperação Fiscal, cuja votação encontra-se suspensa por liminar obtida pela oposição. "Só estamos pedindo a autorização para negociar, e todos os papeis necessários estão na Assembleia desde novembro", defendeu.