Incêndios deixam 13 mortos em região de vinícolas na Califórnia

Publicado em 11/10/2017 por O Estado do Maranhão


ESTADOS UNIDOS - Pelo menos 13 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas em decorrência dos incêndios que atingem a região do vale de Napa, no norte da Califórnia, nos Estados Unidos, anunciou o governo estadual ontem.

Segundo autoridades locais, o número de mortos ainda pode subir e cerca de 150 pessoas estão desaparecidas. Até o momento, 2.000 casas foram atingidas pelo fogo e cerca de 25 mil pessoas estão desalojadas. Pelo menos 91 mil casas e lojas estão sem energia e 28 mil estão sem gás.

Além da mata e das construções, também estão ameaçadas as vinícolas desta região, uma das principais produtoras de vinho dos EUA. São oito os condados mais afetados, incluindo Napa, Sonoma, Yuba e Mendocino.

As chamas, que começaram nas reservas naturais da região, avançaram nos últimos dias com ventos de 80 km/h e chegaram às cidades. A previsão é que a partir desta terça a velocidade dos ventos caia para 30 km/h.

Incêndio

Segundo as autoridades californianas, ao menos 10 focos de incêndio estão concentrados em 465 km². O clima seco e as altas temperaturas da região ajudaram o fogo a se alastrar.

A fumaça decorrente do incêndio obrigou as escolas da região a cancelarem as aulas e dois hospitais tiveram que fechar.

A mudança no clima, que ficou mais estável, porém, pode ajudar os bombeiros. "Nós precisamos aproveitar e tirar vantagem dessa calmaria antes que os ventos recomecem", disse Steve Crawford, do Departamento de Floresta e Proteção a Incêndios da Califórnia.

"Há muita devastação, pessoas andando por aí que perderam tudo. Talvez nós estejamos acostumados a ver fogo e destruição, mas essas pessoas não estão", afirmou ele a agência Reuters.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.