Silêncio complacente

Publicado em 10/02/2018 por O Estado do Maranhão

Silêncio complacente

É complacente o silêncio do governador Flávio Dino (PCdoB) depois da revelação - feita por seus próprios aliados na Assembleia Legislativa - de que membros do governo estão usando a força da máquina estadual para angariar votos no interior do estado com vistas ao pleito de outubro.
Já foi citado nominalmente o secretário de Estado da Agricultura, Márcio Honaiser (PDT) - que nega, claro. E o titular da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares (PCdoB), foi citado nas entrelinhas.
Nos bastidores, deputados reclamam também do presidente do Procon-MA, Duarte Júnior (PCdoB). Todos acusados de usar e abusar da força e da estrutura do governo para cooptar prefeitos e lideranças do interior que, ao longo dos últimos anos, já vinham mantendo conversas com parlamentares.
Mesmo assim, Flávio Dino prefere a imersão, como que para acobertar as práticas dos seus auxiliares. E como os deputados que reclamam não fazem muita coisa além disso, reclamar, o comunista empurra com a barriga mais essa crise na base, até que venha a próxima.

Nada nova
Apesar de haver estourado agora, após um discurso do deputado Raimundo Cutrim (PCdoB), essa crise de deputados com secretários não é nova.
Ainda em 2017 o secretário Adelmo Soares (Agricultura Familiar) atraiu a ira dos deputados da base ao assediar prefeitos aliados.
Ele chegou a ser convocado a dar explicações na Assembleia, mas os mesmos deputados que reclamavam nada fizeram quando estiveram frente a frente com ele.

Provas
A propósito de Adelmo Soares, há quem diga que ele tem deixado um rastro enorme de campanha eleitoral antecipada por onde passa.
O secretário é pré-candidato a deputado estadual pelo PCdoB e, segundo apurou a coluna, tem transformado os eventos da sua pasta em atos político-eleitorais.
Tudo registrado em vídeo, sob as barbas do Ministério Público, que, assim como Flávio Dino, segue silente.

Sem Carnaval
Em atendimento a pedido do MP, a Justiça concedeu liminar, na quinta-feira (8), para proibir evento de Carnaval com recursos públicos na cidade de São Pedro da Água Branca.
Em caso de descumprimento da proibição, foi fixada multa de R$ 100 mil para cada dia de festividade realizada, a incidir apenas sobre o prefeito, Gilsimar Pereira, o Pelezinho.
A decisão foi tomada porque os salários de servidores municipais estão em atraso. Na decisão, o juiz Bruno Miranda fixou até o dia 16 de fevereiro para que a situação seja regularizada.

Reviravolta
A decisão em São Pedro da Água Branca saiu no dia em que a Famem garantiu vitória contra a norma do TCE que veda gastos públicos com festas em municípios com salários em atraso.
Também na quinta-feira, o presidente da Assembleia, Othelino Neto (PCdoB), apresentou cópia da PEC que revoga a norma que inviabilizaria a realização do Carnaval na maioria das cidades.
- Foi uma vitória conquistada com muita luta, com muito esforço, mas agora estamos tranquilos - chegou a dizer o presidente da Famem, Cleomar Tema (PSB), prefeito de Tuntum.

Pedido
Por conta dos atrasos no pagamento dos salários dos servidores de Miranda do Norte, o MP pediu a suspensão do Carnaval bancado com dinheiro público no município.
A Ação é da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Itapecuru-Mirim, da qual Miranda do Norte é termo judiciário.
Representações encaminhadas à Promotoria informam que servidores municipais ainda não receberam o 13° salário de 2017 nem os vencimentos relativos ao mês de janeiro de 2018.

DE OLHO
R$ 66 mil

é o valor de uma consultoria em contabilidade contratada pela Câmara de Bela Vista do Maranhão; o contrato é de junho de 2017, mas publicado apenas em fevereiro de 2018.

Habilitada
A empresa Amorim Coutinho - ligada aos Coutinho de Caxias - é uma das habilitadas na concorrência para construção de um hospital de urgência e emergência de São Luís.
A obra foi anunciada recentemente pelo governador Flávio Dino (PCdoB), que quer usá-la como trunfo na campanha eleitoral.
Para participar do certame, a construtora uniu-se à Solufarma do Brasil Engenharia. O outro habilitado é o consórcio Canopus/Engetech.


E MAIS

? O deputado federal José Reinaldo Tavares será filiado ao DEM no dia 10 de março, para disputar uma vaga de senador em outubro.

? Também no DEM será filiado, mas ainda em fevereiro, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

? O deputado Sérgio Frota não ficará mesmo no PSDB; deixará a legenda para integrar-se ao PR, do seu novo parceiro de Sampaio, Josimar de Maranhãozinho.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.