Antes do Fed, bolsas da Ásia e Pacífico fecham majoritariamente em baixa

Publicado em 13/06/2018 por IstoÉ Dinheiro

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em baixa nesta quarta-feira, em clima de cautela antes da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

Às 15h (de Brasília), o Fed deverá elevar seus juros básicos em 0,25 ponto porcentual pela segunda vez este ano, de acordo com analistas. Investidores, porém, ficarão particularmente atentos a sinais de quantas vezes mais o BC americano poderá elevar juros em 2018 e irão acompanhar também as novas projeções da instituição para a economia dos EUA.

Em março, o Fed projetou um total de três aumentos de juros ao longo deste ano. Há quem acredite, no entanto, que a previsão poderá ser ajustada para quatro elevações, o que significaria que os juros poderão subir outras duas vezes na segunda metade de 2018.

Após um breve alívio ontem, – quando as bolsas chinesas subiram na esteira da assinatura de um acordo entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, para a desnuclearização da Península Coreana -, os mercados da maior economia asiática retomaram a recente tendência de fraqueza. O Xangai Composto recuou 0,97% nesta quarta, a 3.049,80 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 1,58%, a 1.731,43 pontos, atingindo o menor patamar em quatro meses.

Em Hong Kong, o Hang Seng teve queda significativa de 1,22%, a 30.725,15 pontos, em parte influenciada por um tombo de 42% nas ações da fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicação ZTE, que voltou a ser negociada hoje após uma suspensão de dois meses e perdeu cerca de US$ 3 bilhões em valor de mercado na reestreia. Recentemente, a ZTE aceitou pagar uma multa de cerca de US$ 1 bilhão ao governo dos EUA para poder retomar a compra de componentes americanos. A ZTE havia sido punida por Washington por ter feito negócios com a Coreia do Norte e Irã.

Na Coreia do Sul, a bolsa de Seul não operou hoje devido à realização de eleições locais.

Os mercados de Tóquio e Taiwan, por outro lado, asseguraram ganhos moderados. O índice japonês Nikkei subiu 0,38%, a 22.966,38 pontos, ajudado mais uma vez por um movimento de desvalorização do iene frente ao dólar durante a madrugada, enquanto o Taiex avançou 0,26% na bolsa taiwanesa, a 11.173,21 pontos.

A semana vai trazer ainda decisões de política monetária pelo Banco Central Europeu (BCE), amanhã, e pelo Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês), na sexta-feira.

Na Oceania, a cautela pré-Fed também predominou na bolsa australiana e o índice S&P/ASX 200 caiu 0,51% em Sydney, a 6.023,50 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.