App criado por alunos da UnB permite parcelar multas no cartão de crédito

Publicado em 16/05/2018 por Correio Braziliense Online

AP

Andressa Paulino*

Equipe da Zapay Pagamentos é formada por estudantes e ex-alunos da Universidade de Brasília(foto: Barbara Cabral/Esp.CB/D.A. Press)

Equipe da Zapay Pagamentos é formada por estudantes e ex-alunos da Universidade de Brasília

(foto: Barbara Cabral/Esp.CB/D.A. Press)
Desde segunda-feira, o motorista de Brasília pode parcelar multas e débitos de veículos em até 12 vezes com cartão de crédito, com juros, por meio do aplicativo da Zapay Pagamentos. A fintech, formada por estudantes e ex-alunos da Universidade de Brasília (UnB), é credenciada pelo  Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), para oferecer o serviço, que aceita as principais bandeiras de crédito como Mastercard, Visa, Elo American Express.

“A tendência em países asiáticos é o pagamento via smartphone, com carteira on-line. Nós criamos a Zarpey para privilegiar um contato mais rápido, evitando filas”, afirmou um dos idealizadores da empresa, Pedro Henrique Ferreira. “Isso faz com que o usuário gaste menos tempo pagando contas e ganhe mais tempo para se dedicar à vida pessoal”, disse.

Para a quitação da dívida, os passos são simples, informa a fintech. Depois de acessar o www.usezapay.com.br e digitar informações da placa e do Registro Nacional do Veículo (Renavam), o contribuinte precisa escolher o débito a ser pago. Depois é só definir em quantas parcelas será dividido, acrescentar informações sobre o cartão de crédito e confirmar a compra. “Após o pagamento, o débito recebe baixa automaticamente”, acrescenta o idealizador.Continua depois da publicidade



Segundo Ferreira, a quitação de débitos de veículos é só o começo. “Nosso objetivo é que o aplicativo sirva para pagar todos os tipos de contas, como faturas de água, luz”, contou. “Além das transações on-line, desenvolvemos uma máquina de pagamento mais funcional. Com ela, será possível a leitura de QR Code, visualização de catálogo de produtos, puxar produtos no banco de dados e, claro, o pagamento da compra. Daqui a alguns meses os consumidores verão o equipamento em alguns supermercados”, afirmou.

De acordo com ele, a startup está em contato com outros estados para a implementação da forma de pagamento em outros Detrans. “Além de Brasília, estamos credenciados no Tocantins”, contou Ferreira. “E estamos entrando em contato com outros estados, negociando a inclusão do parcelamento de dívidas. A ideia está sendo muito bem-aceita”, destacou.

Crescimento

Em outubro de 2017, o mercado brasileiro de startups sofreu um aumento de 41%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Um crescimento de 219 para 309 empresas. Vinte e oito por cento desse número era representado pelas fintechs, que somavam um total de 86 empresas no segmento.

De acordo com o presidente da Associação de Sartups e Empreendedores Digitais, Hugo Giallanza, o mercado econômico brasileiro ganha com o surgimento desses empreendimentos. “As fintechs geram concorrência e, ainda, estimulam a economia para a diminuição de tarifas bancárias”, afirmou.

*Estagiária sob supervisão de Rozane Oliveira

Desde segunda-feira, o motorista de Brasília pode parcelar multas e débitos de veículos em até 12 vezes com cartão de crédito, com juros, por meio do aplicativo da Zapay Pagamentos. A fintech, formada por estudantes e ex-alunos da Universidade de Brasília (UnB), é credenciada pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), para oferecer o serviço, que aceita as principais bandeiras de crédito como Mastercard, Visa, Elo American Express.“A tendência em países asiáticos é o pagamento via smartphone, com carteira on-line. Nós criamos a Zarpey para privilegiar um contato mais rápido, evitando filas”, afirmou um dos idealizadores da empresa, Pedro Henrique Ferreira. “Isso faz com que o usuário gaste menos tempo pagando contas e ganhe mais tempo para se dedicar à vida pessoal”, disse.Para a quitação da dívida, os passos são simples, informa a fintech. Depois de acessar o www.usezapay.com.br e digitar informações da placa e do Registro Nacional do Veículo (Renavam), o contribuinte precisa escolher o débito a ser pago. Depois é só definir em quantas parcelas será dividido, acrescentar informações sobre o cartão de crédito e confirmar a compra. “Após o pagamento, o débito recebe baixa automaticamente”, acrescenta o idealizador.Segundo Ferreira, a quitação de débitos de veículos é só o começo. “Nosso objetivo é que o aplicativo sirva para pagar todos os tipos de contas, como faturas de água, luz”, contou. “Além das transações on-line, desenvolvemos uma máquina de pagamento mais funcional. Com ela, será possível a leitura de QR Code, visualização de catálogo de produtos, puxar produtos no banco de dados e, claro, o pagamento da compra. Daqui a alguns meses os consumidores verão o equipamento em alguns supermercados”, afirmou.De acordo com ele, a startup está em contato com outros estados para a implementação da forma de pagamento em outros Detrans. “Além de Brasília, estamos credenciados no Tocantins”, contou Ferreira. “E estamos entrando em contato com outros estados, negociando a inclusão do parcelamento de dívidas. A ideia está sendo muito bem-aceita”, destacou.Em outubro de 2017, o mercado brasileiro de startups sofreu um aumento de 41%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Um crescimento de 219 para 309 empresas. Vinte e oito por cento desse número era representado pelas fintechs, que somavam um total de 86 empresas no segmento.De acordo com o presidente da Associação de Sartups e Empreendedores Digitais, Hugo Giallanza, o mercado econômico brasileiro ganha com o surgimento desses empreendimentos. “As fintechs geram concorrência e, ainda, estimulam a economia para a diminuição de tarifas bancárias”, afirmou.