B3: Média diária do segmento Bovespa tem alta anual de 22% em dezembro

Publicado em 12/01/2018 por Valor Online

SÃO PAULO - A B3 divulgou nesta sexta-feira os destaques operacionais do mês de dezembro. O número de investidores ativos subiu 9,2% na comparação com o mesmo mês de 2016, chegando a 640,8 mil pessoas. No segmento Bovespa, que contempla o mercado à vista de ações e derivativos sobre ações, o volume financeiro médio diário cresceu 22,1% em relação ao mesmo mês do ano passado, com R$ 9,7 bilhões. Na comparação com novembro, no entanto, houve uma queda de 6,1%. A capitalização de mercado média das empresas com ações negociadas na bolsa foi de R$ 3,05 trilhões, 26,1% maior que em dezembro de 2016 e 0,3% superior ao registrado em novembro passado. O segmento BM&F, de derivativos financeiros e de mercadorias listadas, teve um volume médio diário de R$ 3,02 milhões, o que representa aumento de 13,6% em comparação com o mesmo período de 2016. Ante novembro, no entanto, o volume foi 9,6% menor. A receita média por contrato ficou em R$ 1,517 e diminuiu 1,3% em comparação a dezembro de 2016, mas aumentou 8,2% no confronto com novembro. No segmento Cetip UFIN o número de veículos novos financiados atingiu 170,9 mil unidades, um aumento de 8,7% na comparação anual e de 9,7% ante novembro. Já as unidades de veículos usados financiados chegou a 276 mil, alta de 2,7% em relação a dezembro de 2016 e de 2,3% na comparação mensal. Segundo a Fenabrave, a quantidade de veículos novos vendidos cresceu 0,8% ante dezembro de 2016 e 8,4% ante novembro, com 301 mil unidades. Já os veículos usados vendidos chegaram a 1,01 milhão, queda de 2,2% em relação ao mesmo período do ano passado e alta de 16% ante o mês anterior. O segmento Cetip UTVM, de títulos e valores mobiliários, teve um volume financeiro registrado de R$ 771,7 bilhões na renda fixa, uma alta de 10,1% na comparação anual e de 14% ante novembro. Nos derivativos de balcão e operações estruturadas o volume financeiro registrado foi de R$ 612,5 bilhões, queda de 37,7% ante dezembro de 2016 e de 23,4% em relação ao mês anterior.