Bolsa asiáticas fecham sem direção única, de olho em Coreia do Norte e T-note

Publicado em 16/05/2018 por IstoÉ Dinheiro

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quarta-feira, em meio a incertezas geopolíticas ligadas à Coreia do Norte e o avanço do juro da T-note de 10 anos ao maior nível em cerca de sete anos.

Ontem, a Península Coreana voltou ao foco depois que a Coreia do Norte desistiu de um encontro de alto escalão que faria hoje com autoridades da Coreia do Sul, em razão da realização de manobras militares conjuntas entre Seul e Washington. Além disso, a mídia norte-coreana afirmou que Pyongyang poderá reconsiderar a reunião de cúpula marcada para 12 de junho entre o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o presidente dos EUA, Donald Trump.

Já o rendimento da T-note de 10 anos chegou a atingir 3,09% durante os negócios de terça-feira, alcançando o maior patamar desde meados de 2011, na esteira de sólidos dados de vendas no varejo dos EUA.

No Japão, o índice Nikkei caiu 0,44% hoje, a 22.717,23 pontos, pressionado por ações de bancos e dos setores de mineração e petróleo. O salto no juro da T-note impulsionou o retorno do bônus do governo japonês (JGB) de 10 anos, que avançou a 0,055%.

No fim da noite de ontem, dados oficiais também mostraram que o Produto Interno Bruto (PIB) japonês registrou contração anualizada de 0,6% no trimestre até março, a primeira desde os últimos três meses de 2015. O resultado interrompeu o período mais longo de crescimento no Japão em 28 anos.

Na capital sul-coreana, Seul, o Kospi ficou perto da estabilidade ao subir apenas 0,05%, a 2.459,82 pontos, em meio ao comportamento divergente das principais ações negociadas no país.

Na China, os mercados ficaram negativos perto do encerramento dos negócios, também influenciados por uma queda em papéis do setor financeiro. O Xangai Composto recuou 0,71%, a 3.169,57 pontos, e o Shenzhen Composto, formado por empresas menores, caiu 0,41%, a 1.832,27 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng teve leve baixa de 0,13% em Hong Kong, a 31.110,20 pontos, enquanto o Taiex se recuperou em ajustes no fim do pregão, terminando o dia em Taiwan em alta de 0,21%, a 10.897,57 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana subiu 0,15%, com o índice S&P/ASX 200 a 6.107,00 pontos, ajudada por ações de petrolíferas, de mineradoras e de grandes bancos domésticos. Com informações da Dow Jones Newswires.