Broadcom retira oferta para compra da Qualcomm, após bloqueio de Trump

Publicado em 14/03/2018 por IstoÉ

A Broadcom retirou hoje sua oferta hostil pela Qualcomm, encerrando uma saga de um mês que culminou com o bloqueio do negócio - estimado em US$ 117 bilhões - pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

Na última segunda-feira (12), Trump ordenou o bloqueio da proposta da empresa com sede em Cingapura para a compra da fabricante de chips americana, alegando "razões de segurança nacional".

Como resultado da desistência, a Broadcom também retirou a lista de nomes que havia indicado para a diretoria da Qualcomm.

Em comunicado, a Broadcom disse estar "decepcionada", mas reiterou planos de transferir sua sede para os EUA, como já havia sido anunciado.

Nos negócios do pré-mercado em Nova York, a ação da Qualcomm operava praticamente estável às 8h50 (de Brasília), enquanto a da Broadcom avançava cerca de 0,8%. Fonte: Dow Jones Newswires.