Cooperação global necessária para promover o desenvolvimento da energia verde, diz presidente da GCL

Publicado em 13/12/2018 por PR Newswire

Cooperação global é necessária para promover o desenvolvimento da energia verde e lidar com os efeitos das mudanças climáticas, disse Zhu Gongshan, presidente do GCL Group, um conglomerado diversificado de energia da China. Zhu fez as observações terça-feira num evento paralelo, durante a 24ª Conferência dos Partidos para a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC) em Katowice, Polônia.

O Sr. Zhu apresentou um discurso no GGEIC (PRNewsfoto/GCL-SI)

Zhu disse, "Nos últimos dez anos, o GCL Group e outras empresas de energia verde de destaque foram bem-sucedidos em reduzir o consumo de energia e o custo da produção de silício policristalino (polisilício) em 64% e 90%, respectivamente, o que ajudou os custos da geração de energia fotovoltaica (FV) por quilowatt hora (kWh) e os preços da eletricidade a caírem em 90% ou mais, e acelerou o processo de conexão da energia FV à rede".  

Zhu também falou sobre as conquistas da China no desenvolvimento de energia limpa, apontando que, por nove anos consecutivos, a China se classifica no primeiro lugar mundial em investimentos em energia limpa. O país também está no primeiro lugar mundial em capacidade instalada de fotovoltaicos e de geração de energia eólica. Isto torna a China a maior investidora em energia renovável e o maior país do mundo em uso de energia nova e renovável.

No evento, Zhu foi eleito presidente do novo Conselho Mundial da Indústria de Energia Verde (Global Green Energy Industry Council – GGEIC).

Ele destacou que o GGEIC fará uma diferença no movimento mundial de transformação de energia e na ajuda a países na lida com as mudanças climáticas. A entidade fará esforços para popularizar conceitos verdes e promover a transformação e a aplicação de inovação de energia verde.

FONTE GCL-SI