Dólar abre em queda, negociado perto dos R$ 3,84

Publicado em 05/10/2018 por Terra

O principal fator para o movimento nesse início de sessão é o resultado da pesquisa eleitoral, que mostrou crescimento de Jair Bolsonaro (PSL)

O dólar abriu em baixa nesta sexta-feira, 5, aos R$ 3,8471, com queda de 0,93%. O principal fator para o movimento nesse início de sessão é o resultado da pesquisa eleitoral, que mostrou crescimento de Jair Bolsonaro (PSL).

O diretor da Correparti Jefferson Rugik disse que teve fila de venda de dólar na B3, por isso, o mercado demorou para abrir a sessão. "O sentimento do mercado financeiro é de que o Bolsonaro já pode ganhar neste domingo, com o voto útil", comenta. O comentário nas mesas de operações é de que os investidores vão passar o dia vendidos nesta sexta, diz.

Em reação à pesquisa, o maior fundo de índice (ETF) do Brasil negociado em Wall Street, o EWZ, encerrou os negócios do after hours em alta de 3,40%, a US$ 37,75, e nesta manhã segue o rali no mercado europeu. No entanto, a falta de consenso entre os analistas de que a sondagem indica que o pleito será concluído já no primeiro turno da disputa, neste domingo, pode conter de alguma forma o entusiasmo por precaução.

Dados da economia americana desaceleram queda do dólar

A economia dos Estados Unidos gerou 134 mil vagas em setembro, o menor ganho mensal em um ano e um possível sinal de que empregadores começam a ter dificuldades para preencher vagas. No entanto, outros dados do relatório corroboram a continuidade do fortalecimento da economia americana, como o recuo da taxa de desemprego de 3,9% para 3,7% no mês passado e a revisão das posições criadas em agosto de 201 mil para 270 mil.

Com isso, o dólar se fortaleceu e passou a subir ante as moedas rivais, como o iene.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente