Franquias: marcas cariocas levam o DNA carioca para São Paulo

Publicado em 10/07/2018 por O Globo

Empreendedores em busca de negócios - Studio F

RIO - Grandes franquias com o DNA carioca estão apostando em São Paulo para crescer. Consolidadas no Rio, veem no território paulista a possibilidade de expandir para tornar a marca conhecida em todo a país. As redes participaram da ABF Franchising Expo, principal feira da América Latina, em São Paulo.

A rede de depilação Pello Menos tem 47 unidades e foca todo seu plano de expansão em São Paulo — hoje a empresa tem apenas duas lojas abertas na capital paulista. Para Regina Jordão, fundadora e CEO, o entrave é que a marca ainda é desconhecida na nova região.

— Não vejo concorrência ao nosso tipo de serviço em São Paulo, onde a depilação é feita apenas por salões convencionais. Temos uma grande oportunidade de crescer — considera ela, fundadora do serviço de depilação rápida que nasceu em Copacabana.

O instituto projeta um crescimento superior aos anos anteriores, com a abertura de 15 unidades. O investimento inicial é de R$ 195 mil.

O setor de alimentação também investe forte em São Paulo. Um exemplo é a rede de bolos caseiros Vó Alzira, que abriu um escritório na capital para fortalecer seu posicionamento em 2018. A projeção é de 40 lojas em 12 meses.

Para o diretor de expansão, Ivan Ferreira, a rede, já bem conhecida no Rio, onde existem 170 unidades, tem grande potencial de crescimento.

Atualmente são oito unidades abertas, e a previsão é de mais 40 ao longo de 2018, tanto na capital como no interior paulista. Segundo Ferreira, os dois públicos têm características diferentes.

— O carioca gosta de bolo com calda. Então, o cliente opta por colocar ou não a cobertura, pelo mesmo preço. Já o paulista prefere o bolo mais seco. Então, caso deseje a calda, paga um pequeno adicional — explica. O aporte mínimo para a abertura de uma franquia da marca é de R$ 99 mil.

Com 69 lojas do Rio, a Domino’s Pizza, do Grupo Trigo, tem sua sede brasileira no Rio. No entanto, o diretor geral da rede, Edwin Júnior, acredita que São Paulo ultrapassará o número de lojas no Rio. Hoje são 53. A expectativa é fechar o ano de 2018 com 245 unidades em operação no país.

— Pelo tamanho que São Paulo tem, a rede paulista será maior que a Rio dentro de um ou dois anos. Será o nosso principal mercado. O modelo de expansão da Domino’s é muito simples. Em uma região com até 20 mil domicílios e com raio de entrega de até 2km, uma loja pode ser aberta — explica.

Leandro, presidente do Espetto Carioca, quer expandir em São Paulo - Divulgação

Para a presidente da ABF-Rio, Eliane Bernardino, uma franquia pode sofrer com barreiras locais se o produto for muito específico de uma região. Uma loja especializada em chimarrão, por exemplo, algo tipicamente do Sul.

— Essas são as exceções. Na grande maioria das ideias de negócios, há possibilidade de expansão nacional. Basta haver cuidado na adaptação de conceitos para especificidades culturais de cada região. Por exemplo, loja de alimentação que tem no seu cardápio arroz e feijão. No Rio, usamos o feijão preto. Em São Paulo, tem que ser o carioquinha. É possível as marcas expandirem não só para São Paulo, mas para todo Brasil — diz Eliane.

Com a origem no nome, a rede de bares Espetto Carioca não encontrou resistências ao entrar no mercado paulista. Apenas no layout da marca, o “carioca” ficou um pouco menor, mas não deixou de estar no logotipo. Com 33 lojas, a empresa pretende fechar este ano com 45. Atualmente, são três em São Paulo.

— Esta rixa Rio-São Paulo é coisa do passado. São Paulo nos recebeu muito bem e queremos expandir muito aqui — garante Leandro Souza, presidente da rede.

A lanchonete Megamatte fez adaptações na disposição das lojas para entrar no mercado paulista, com um perfil mais estilo de café. Com três lojas em São Paulo, a meta é chegar a 10 até abril de 2019, afirma Daniel Lazary, diretor de expansão da rede.

INTERNACIONALIZAÇÃO

Tanto a Megamatte quanto o Espetto têm planos ousados para os meses seguintes. As duas redes começam o processo de internacionalização de suas marcas, com objetivo de abrir lojas nos Estados Unidos no próximo ano

A Sonho dos Pés, rede de lojas especializada em calçados e acessórios, espera chegar a 2020 com 250 pontos de vendas em todo o país. Atualmente, a empresa tem 130 lojas, sendo 60 próprias. Um dos focos de expansão da empresa é São Paulo, onde tem quatro franquias no interior.

— Vamos começar com uma loja própria na capital. O estilo de vida da mulher de São Paulo e é diferente. O Rio tem um estilo mais informal — lembra Keyla Moitinho, diretora de franquias da marca.

Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail.

Já recebe a newsletter diária? Veja mais opções.

Digite as letras da imagem: Captcha

TROCAR IMAGEM

Quase pronto...

Acesse sua caixa de e-mail e confirme sua inscrição para começar a receber nossa newsletter.

Ocorreu um erro.
Tente novamente mais tarde.

Email inválido.

{{mensagemErro}}