Já é Natal em pleno mês de outubro no Rio de Janeiro

Publicado em 11/10/2017 por O Globo

Natal em outubro: loja Caçula, no centro do Rio, já tem enfeites - Ana Clara Veloso / Agência O Globo

RIO - Já é possível ver guirlandas enfeitando lojas, ouvir Jingle Bells nas ruas e até comprar alimentos e ítens decorativos tradicionais de Natal. O fim do ano foi antecipado no comércio do Rio de Janeiro, se sobrepondo até a datas festivas mais próximas, como o Dia das Crianças, comemorado na próxima quinta-feira (12).

Na Max Gift, na Sociedade de Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega (Saara), no Centro do Rio, por exemplo, os enfeites vermelhos e verdes foram colocados ainda em setembro.

- No ano passado, só colocamos em novembro. Mas a Caçula (que fica na mesma rua) adiantou e a gente adotou também. É bom, pois estimula as compras de fim de ano - revela a vendedora Andressa Marques, de 24 anos.

A Caçula tem guirlandas na sua fachada e trouxe para a entrada da loja tecidos e enfeites de Natal. Com isso, é esperada uma melhora de resultados.

- A expectativa é crescer (as vendas) entre 7% e 10% em relação ao Natal de 2016. São mais de 2 mil produtos - afirma Marco Antônio Castro, sócio da Caçula.

Em todo o país, a Confederação Nacional do Comércio (CNC) espera uma alta de 4,3% nas vendas deste ano. Nos últimos três anos, o setor registrou uma queda real de 20% no faturamento, destacou Fábio Bentes, economista da CNC.

- Agora, com a perspectiva de uma inflação menor e um juro também menor, o comércio está investindo na data, pois há um apelo maior. Embora a economia apresente sinais de melhora, não se sabe se essa janela de recuperação será temporária. Por isso, todos querem aproveitar esse momento - destacou Bentes.

Apesar do respiro, a situação para as famílias ainda é complicada. O consultor de varejo Marco Quintarelli reforça que a crise é um dos motivos para a tomada de decisão das lojas.

- O comércio não pode perder as oportunidades que têm para vender, deve antecipar promoções. Tem ainda quem sinta essa necessidade pelo próprio estoque sobrando, por conta da meta de venda até então não ter sido batida - aponta o consultor.

A necessidade de acabar com o estoque foi, aliás, o que levou os responsáveis pelo Bazar Xianpex, também na Saara, a colocarem os artigos especiais já à venda.

- A loja sempre colocava os itens de Natal depois do Dia das Crianças, mas como as atividades vão ser encerradas aqui, resolveram adiantar. É um jeito de tentar fechar o espaço antes - explica a vendedora Zenira Silva, de 53 anos.

Segundo Marco Quintarelli, porém, não são só as lojas as beneficiadas com esse adiantamento.

- Para o consumidor é bom, pois ele evita a confusão de fim de ano e porque o dinheiro que ele tem agora pode não ter daqui a pouco - diz.

A auxiliar contábil Sandra Ferreira, de 53 anos, é prova disso. Ela fez, na última sexta-feira, compras para a irmã, Ivone, na Casa Pinto. A rede também já destaca os tecidos com temas natalinos nas unidades da Saara.

- Estou comprando para a minha irmã, pois ela faz panos e enfeites de Natal para vender.

Quem quiser começar a abastecer a despensa encontra em mercados panetones e chocotones. O Walmart, o Extra e o Pão de Açúcar já expõem os queridinhos do Natal em suas gôndolas.

DECORAÇÃO PROVOCA REAÇÕES DIVERSAS

Natal em outubro: Amigos discordam - Ana Clara Veloso / Agência O Globo

Tem quem aproveite para fazer suas compras de forma parcelada. Mas ver a decoração e os artigos de Natal disponíveis mexe muito mais com as emoções. A dupla de amigos e estudantes de Moda Gabriel Baldo, de 19 anos, e Vivian Maria, de 20, se dividiu.

- Me desespero. O fim do ano é um limite para muitas metas. E quando eu vejo essa decoração me sinto sob pressão, lembro dos problemas, das contas que devo pagar. Ela adora, pois é canceriana - avaliou, rindo, Gabriel.

A amiga Vivian, no entanto, desaprovou a postura.

- Fico alegre quando vejo tudo sendo enfeitado. Natal é reunir família. Adoro isso. Não fico sob pressão. Deixo para resolver os problemas depois e curto o Natal.

A publicitária Neiva Alencar também gosta deste clima.

- Dá uma alegria. Cada data tem seus enfeites, mas o Natal pode chegar antes. Eu, por exemplo, arrumo minha casa para o fim do ano bem cedo, a partir do dia 20 de outubro, e deixo assim até 6 de janeiro. Como gosto de vir aqui antes para copiar a decoração, é até bom para mim eles terem antecipado - comemora.

VEJA PREÇOS DE ENFEITES

- Max Gift (Rua Buenos Aires 245):

Arco de Natal com boneco de neve sai por R$ 4, no varejo e por R$ 2,60 no atacado.

Bola decorada vermelha média sai por R$ 5 no varejo e R$ 3,40 no atacado.

Kit com quatro sinos sortidos custa R$ 4 no varejo e R$ 2,80 no atacado.

Kit com 12 laços vermelhos custa R$ 3 no varejo e R$ 1,80 no atacado.

- Bazar Xianpex (Rua Buenos Aires 187):

Árvore led com fibra otica (60 cm) sai por R$ 110, no crédito ou no débito, ou R$ 78, no dinheiro.

Árvore led com fibra ótima (90 cm) sai por R$ 150, no crédito ou no débito, ou R$ 108, no dinheiro.

Lâmpadas natalinas com colorido alternado saem por R$ 22.

Lâmpadas natalinas com cristal alternado custam R$ 22.

- Casa Pinto (Rua Buenos Aires 224 e 235):

Tecido Oxford (1m) sai por R$ 7,90.

Tecido Tricoline (1m) custa R$ 15,90.

VEJA PREÇOS DE PANETONES

- Walmart

Panetone The Bakery (400g), exclusivo do Walmart, sai por R$ 6,98.

Panetone Great Value, também exclusivo, custa R$ 10,98.

O menor preço, para o panetone Veneza, entra na segunda quinzena de outubro: R$ 5,98.

- Extra

Panettone Mousse de Avelã (600g), fabricação própria, custa a partir de R$19,90.

Panettone Crocante com canela e Doce de Leite (600g), fabricação própria, tem preço sugerido de RS14,90.

Panettone Mais Chocolate Visconti custa a partir de R$ 17,58.

Panettone Tommy Gotas de Chocolate sai a partir de R$ 10,98.

- Pão de Açúcar

Panettone de Cocada (700g) custa a partir de R$23,90.

Panettone de Limão com Merengue (600g) custa a partir de R$ 18,90.