James Murdoch tem nome sugerido para sucessão na Disney

Publicado em 06/12/2017 por Valor Online

James Murdoch é filho mais novo de Rupert Murdoch, da Fox, que negocia ativos O nome de James Murdoch foi sugerido como possível sucessor de Bob Iger, diretor-executivo da Walt Disney, em conversas do grupo sobre a compra de ativos de entretenimento da 21st Century Fox, de acordo com pessoas informadas sobre o assunto. A Disney lidera a corrida pela aquisição do estúdio cinematográfico, dos canais a cabo, das unidades internacionais - ou seja, a Sky in Europe e Star India - e as redes de esportes regionais pertencentes à Fox nos EUA. O negócio, acredita-se, poderá atribuir à empresa um valor superior a US$ 60 bilhões, disseram essas pessoas. A Comcast, operadora de TV a cabo americana, e a Verizon, grupo de telecomunicações dos EUA, também estão interessados em ativos da Fox. James Murdoch, filho mais novo do presidente da Fox, Rupert Murdoch, e atual executivo-chefe da Fox, provavelmente assumirá um papel executivo sênior na Disney se a venda for concretizada, disseram pessoas informadas sobre as negociações. A Disney ainda não decidiu quem vai suceder Iger, que deverá se aposentar em 2019. "Nenhuma promessa foi feita", disse uma pessoa informada sobre as conversas. A Fox e a Disney recusaram-se a comentar. "A Disney é como qualquer outra empresa, e [Murdoch] teria, primeiro, de comprovar [suas competências]", disse Michael Nathanson, analista da consultoria MoffettNathanson. "Ele poderia dirigir a Star, a Sky e os negócios internacionais e mostrar sua competência dessa maneira". As discussões acontecem sob uma conjuntura crítica na mídia mundial, quando empresas de conteúdo e distribuidoras estão enfrentando mudanças no comportamento do público e nova competição na forma de empresas como Netflix e Amazon. Se a Disney conseguir adquirir os ativos da Fox, o acordo poderá assinalar o fim da parceria profissional de James Murdoch com seu pai e seu irmão, Lachlan, que continuaria a supervisionar a rede de transmissão da Fox, do Fox News Channel e do canal esportivo FS1. Uma pessoa próxima à família disse que seria uma "separação muito amistosa". Os Murdoch estão inclinados a apoiar a proposta da Disney porque consideram que a oferta implica risco regulatório mínimo, disse uma pessoa com conhecimento direto sobre as negociações. Os temores de intervenção regulatória aumentaram após recentes decisões do Departamento de Justiça dos EUA, que está tentando bloquear uma aquisição da Time Warner por US$ 85,4 bilhões. A fusão Disney-Fox em discussão seria estruturada como uma transação envolvendo unicamente ações. Os acionistas da Fox receberiam uma parte das ações da Disney em troca de ações da Fox. Eles também receberiam uma ação por ação existente que possuírem, de uma nova empresa que seria administrada por Rupert e Lachlan Murdoch, que consistiria na rede de transmissão restante, no Fox News Channel e nas redes a cabo especializadas em esportes.