Valor Econômico - Política

Publicado em 11/10/2018 por Valor Online

Datafolha traz candidato do PSL com 16 pontos à frente

O deputado Jair Bolsonaro (PSL) abriu 16 pontos de vantagem sobre Fernando Haddad (PT) na primeira pesquisa de intenção de voto do segundo turno da eleição presidencial, feita pelo Datafolha. Ele tem 58% dos votos válidos e o petista, 42%

O deputado Jair Bolsonaro (PSL) abriu 16 pontos de vantagem sobre Fernando Haddad (PT) na primeira pesquisa de intenção de voto do segundo turno da eleição presidencial, feita pelo Datafolha. Ele tem 58% dos votos válidos e o petista, 42%

No que esbarra a frente democrática

A maior dificuldade para viabilizar uma frente anti-Bolsonaro é a constatação de que um apelo pela democracia dificilmente teria condições de impedir a vitória do candidato do PSL

Em vídeo, Bolsonaro promete 13º a beneficiários do Bolsa Família

Presidenciável do PSL disse que recursos para custear a nova despesa vão vir do "combate à fraude" no programa assistencial

Advogado diz que ex-governador Marconi Perillo teve prisão decretada

Ex-governador de Goiás prestava depoimento à Polícia Federal, no âmbito da Operação Cash Delivery, quando prisão foi decretada

Base de Bolsonaro já disputa presidência da Câmara

Cinco nomes circulam entre os parlamentares, sendo dois novatos, dois aliados reeleitos de Jair Bolsonaro e mais o filho do presidenciável

PT precisa ampliar debate sobre moralidade na campanha, diz petista

Governador do Piauí, Wellington Dias, diz que Fernando Haddad precisa ressaltar as diferenças que tem em relação ao adversário do PSL

Fala de Bolsonaro reduz perspectiva de privatização da Eletrobras

Energia elétrica a gente não vai mexer; o que dá errado lá é indicação política, disse o presidenciável do PSL

Temer: "Graças a Deus" Haddad e Bolsonaro não vão mudar Constituição

"Temos uma Federação com o pé quebrado", disse, defendendo a descentralização dos poderes

Sebastião Barbosa toma posse como presidente da Embrapa

Novo chefe garante que dará continuidade à reestruturação da estatal

PT teve mais votos nas áreas violentas

Os eleitores que moram nos municípios mais violentos do Brasil, onde as taxas de homicídio alcançam índices alarmantes, não votaram majoritariamente no presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno da eleição presidencial

Os eleitores que moram nos municípios mais violentos do Brasil, onde as taxas de homicídio alcançam índices alarmantes, não votaram majoritariamente no presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno da eleição presidencial

Anfavea vê falta de clareza em propostas

As empresas do setor automobilístico consideram que falta clareza nas propostas dos dois candidatos a presidente para o setor e a economia nos próximos anos, mas é maior a preocupação com um eventual governo Jair Bolsonaro (PSL)

Uma pedreira no meio do caminho

PT e PSL não dizem a que vieram. Ninguém sabe o que vão fazer

Haddad não deve anunciar agora eventual ministro da Fazenda

Candidato já tem na cabeça o perfil de seu comandante da economia

Haddad já negocia alianças

Disposto a montar uma "frente de forças democráticas" no 2º turno, o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, tenta mostrar autonomia política em relação ao ex-presidente Lula

Bolsonaro descarta 'paz e amor'

Com a segunda maior bancada eleita para a Câmara e amplo apoio de ruralistas, evangélicos e parlamentares da "bancada da bala", a campanha de Jair Bolsonaro (PSL) reforçará o discurso de que o presidenciável é o único que teria "governabilidade" a partir de 2019

PSL ou PT terá de negociar com Centrão para governar

A renovação da Câmara dos Deputados será de 52% depois das eleições de domingo, taxa que não se verificava há mais de 20 anos. O cenário da próxima legislatura, porém, continuará parecido com o atual

A renovação da Câmara dos Deputados será de 52% depois das eleições de domingo, taxa que não se verificava há mais de 20 anos. O cenário da próxima legislatura, porém, continuará parecido com o atual