Veja como foi feita a pesquisa

Publicado em 11/10/2017 por Valor Online

O estudo da Troiano Branding sobre as marcas corporativas foi realizado em duas etapas. Na primeira fase, foi consultada uma amostra nacional de entrevistados constituída por 2.000 internautas e distribuída proporcionalmente entre vários Estados do país. São pessoas de ambos os sexos, com idade superior a 25 anos, de classes A e B, com curso superior completo e pós-graduados, com grau hierárquico de gerência a alta liderança executiva, nos níveis 1, 2 e 3 das organizações. Coordenadas pela Troiano Branding, as entrevistas foram conduzidas em sistema online, realizadas pela empresa Offerwise, entre junho e agosto deste ano. O processamento estatístico foi conduzido pela Elementos Pesquisa. Foram expostas à avaliação dos entrevistados 296 marcas corporativas, pertencentes a 33 setores de negócios. A seleção de todas as marcas contidas no estudo é uma decisão soberana dos editores da "Época NEGÓCIOS". Cada entrevistado foi exposto às marcas de três setores de negócio, separadamente. As marcas foram apresentadas nominalmente, sem o recurso gráfico de seus logotipos. Os entrevistados avaliavam apenas aquelas que indicavam conhecer. Cada marca foi avaliada em várias dimensões, tais como, na primeira etapa: qualidade dos produtos ou serviços, confiança e ética, responsabilidade socioambiental, postura inovadora, admiração, história e evolução da empresa, ser guiado por um propósito, reconhecimento pela mídia e desfrutar de popularidade. Na segunda etapa, foram avaliados: admiração, confiança e ética, qualidade dos produtos ou serviços, responsabilidade socioambiental, história e evolução da empresa, postura inovadora, ser guiado por um propósito, administração eficiente, compromisso com o desenvolvimento do país e ambiente de trabalho. Após indicar a corporação que mais se identificava com cada uma das dimensões, o respondente apontava qual era, em sua visão, a importância relativa de cada dimensão para determinar a reputação de uma empresa. Essa medida de importância gerou os pesos para o cálculo do índice de Reputação de Marcas Corporativas (RMC), mediante o qual as marcas são distribuídas num ranking para cada um dos 33 setores de negócio. Na segunda etapa da pesquisa, foram comparadas entre si apenas as 33 marcas ganhadoras de cada um dos 33 setores de negócio. Nessa etapa, a amostra utilizada no sistema online teve um recorte mais qualificado, do ponto de vista profissional e sociodemográfico. A amostra, com 300 casos, continha: entrevistados de ambos os sexos com idade superior a 25 anos, de classes A e B, com curso superior completo, sendo um quarto deles pós-graduados e com grau hierárquico de gerência a alta liderança executiva nos níveis 1 e 2 das organizações. A mesma metodologia de cálculo foi utilizada para o índice RMC, indicado antes.