Vendas de residências na China sobem 9,6% ao ano de janeiro a outubro

Publicado em 14/11/2017 por Valor Online

PEQUIM - As vendas de residências na China desaceleraram ainda mais, uma vez que os controles de propriedade esfriaram o mercado. Por valor, as vendas de residências em outubro foram 3,4% inferiores em relação ao mesmo mês do ano anterior, de acordo com os cálculos feitos pelo "The Wall Street Journal" com base nos dados do Escritório Nacional de Estatísticas divulgados na terça-feira. Em setembro, houve uma queda de 2,4% em termos anuais, marcando o segundo mês consecutivo de contração. Nos primeiros 10 meses do ano, as vendas de residências cresceram 9,6% em relação ao ano mesmo período do anterior, em comparação com um aumento de 11,4% de janeiro a setembro. O investimento imobiliário, inclusive em imóveis comerciais e residenciais, subiu 7,8% no ano até outubro, para 9 trilhões de yuan, comparado com uma alta de 8,1% nos primeiros nove meses do ano. As construções iniciadas cresceram 5,6% em relação ao ano anterior, para 1,45 bilhão de metros quadrados. De janeiro a setembro deste ano, o crescimento foi de 6,8%.