Areninhas e educação

Publicado em 13/10/2017 por Jornal O Estado do Ceará

Ogovernador do Estado do Ceará está falando na construção de areninhas nos municípios, e tal qual o prefeito de Fortaleza parece ver que a solução para os problemas sociais de nossa terra natal é a construção destes equipamentos que na visão governamental resolverão problemas como tráfico de drogas, violência, aumento de facções criminais e outros que estão relacionados com a deseducação que hoje perdura em nossa sociedade. A pergunta que me vem à mente é onde está esta inversão de valores proposta pelo Governador que, certamente, não olha com bons olhos para a educação quando deixa escolas em sua maioria desequipadas, sem professores motivados e com alunos desassistidos e entregues a uma lógica que os vê como futuros operários na indústria e comércio sem perspectivas de um avanço social real? A visão que hoje perdura na educação é o avanço da educação profissional e das escolas tempo integral que nos provam a visão de que os jovens não podem ir além do ensino médio e de que as famílias não tem condições de educar seus filhos, que serão confinados nas escolas simplesmente pela merenda e para se isolar dos males da sociedade.

O esporte é sim importante, mas há uma inversão de prioridades quando se vê a educação formando analfabetos funcionais e deixando jovens fora das universidades e numa perspectiva apenas de serem exército de reserva para o mundo do capital. Claro que grande parte da sociedade aplaude a essa lógica pois para muitos jovens continua o sonho de ser jogador de futebol e nunca um professor, um médico ou policial que tem ganhos irrisórios frente aos salários de esportistas.

Estamos vivenciando um aprofundamento da lógica do pão e circo e naturalmente sabemos que nossos gestores não querem nada com educação que deveria ser pública, gratuita e de qualidade, coisas que não tem sido e nos parece que nunca será. A lógica de construir areninhas e desprezar escolas tão em voga pelo prefeito de Fortaleza parece que construiu o coração do governador do Ceará que se não me engano é de um partido de trabalhadores. Realmente estamos vendo que política é política e que um pneu é um pneu... Que vergonha Governador!

Francisco Djacyr Silva de Souza
Professor