Brasileira trans que participou do Big Brother britânico desabafa após matérias sobre morte dela

Publicado em 12/01/2018 por Diário de Pernambuco Online

Rebeka realizou a transição de gênero em 2014. Foto: Instagram/Reprodução
Rebeka realizou a transição de gênero em 2014. Foto: Instagram/Reprodução

Diversos veículos de mídia noticiaram que a brasileira Rebekah Shelton, que ficou conhecida por participar do  Big Brother do Reino Unido, havia falecido nesta quinta-feira (11). A morte havia sido confirmada através de sua conta oficial no Twitter: "Lamentamos informar a todos a triste informação de que nossa maravilhosa e adorável Rebekah morreu inesperadamente na quarta-feira (11) pela noite. Pedimos respeito à família neste momento", diz a mensagem. Na manhã desta sexta-feira (12), no entanto, a celebridade apagou o tuíte e revelou desmentiu a própria morte.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

"Eu não estou morta! Por favor, parem de espalhar essa notícia. Meu advogado já está trabalhando nisso e a pessoa que quis estragar minha felicidade vai pagar por isso!", escreveu em sua rede social. Shelton, que era uma mulher trans, nasceu com o nome de Rodrigo Lopes. Foi ainda como homem que ela participou da edição do reality show britânico, em 2009. Depois de cinco anos, em 2014, ela anunciou sua transição de gênero.

Em entrevistas, a brasileira afirmou que entrou para a prostituição por não conseguir encontrar um emprego devido ao preconceito, já que seus documentos a identificavam como homem: "Eu vou para entrevistas em bares, e eles me olham e depois olham meus documentos, e percebem que lá eu sou um garoto. Eles dizem que vão me ligar, mas nunca ligam", contou ao jornal  Huffington post. Em 2017, ela revelou que se sentia sozinha e que já havia considerado se matar.

Acompanhe o Viver no Facebook: