Desenvolvedora de startups ensina novas tecnologias a empreendedores

Publicado em 12/10/2017 por O Globo

Entropia. Eric Arroio (à esquerda), Thiago Canellas e Christian Aranha - Thalita pessoa

RIO - Fundada com o propósito de ser uma rede de inovação e empreendedorismo, a desenvolvedora de startups Entropia, com sede na Gávea, ajuda empresas no desenvolvimento e na implementação de tecnologias que ajudem a melhorar a eficiência de suas operações.

A iniciativa prega o uso da Inteligência Artificial e do Blockchain (sistema por trás das operações com criptomoedas - meio de troca que se utiliza de criptografia para assegurar transações e controlar a criação de novas unidades da moeda) para criar um movimento que ainda engatinha no Brasil e carece de profissionais capacitados para a nova realidade. Por isso, além de uma incubadora, a Entropia oferece, a preços acessíveis, cursos abertos para quem tiver interesse nos temas.

Doutor em Inteligência Computacional Aplicada, mestre em Estatística e Otimização, engenheiro eletricista e bacharel em Psicologia Cognitiva, Christian Aranha é o cientista-chefe do local. Ele e Renata Aranha, pós-doutorada em Educação, doutora e mestre em Epidemiologia e membro permanente do mestrado profissional de Telessaude/Uerj, fundaram a desenvolvedora. Thiago Canellas, doutorando em Estratégia e Inovação, com foco em Blockchain e tecnologias distribuídas, é o CEO.

- Nossa proposta é encurtar o caminho dos investidoores (até o sucesso). A alma do brasileiro é empreendedora, mas tem a tecnologia como uma das maiores dificuldades no negócio - diz Christian, criador da Cortex Intelligence.

Em cinco meses, a Entropia já ajudou no desenvolvimento de 20 startups, entre outras dezenas que acabaram descartadas.

- As empresas que chegam até nós passam por um processo seletivo, no qual fazemos um diagnóstico de competitividade e da trilha de desenvolvimento da marca - explica Eric Arroio, gestor de portfólios de startups.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)