Em amistoso contra a Inglaterra, mais uma chance de mostrar serviço

Publicado em 14/11/2017 por O Globo

Coutinho tenta desarmar Douglas Costa no treino em Wembley - Matt Dunham / Matt Dunham/AP

LONDRES - O técnico Tite decidiu escalar sua força máxima para enfrentar a Inglaterra no amistoso de hoje, na capital inglesa. A seleção entrará no gramado do estádio de Wembley com a composição até aqui considerada a ideal pelo treinador para o Mundial de 2018.

Daniel Alves será o capitão do Brasil, no primeiro teste da seleção de Tite contra uma equipe europeia. O treinador admitiu que, contra os ingleses, o "nível de exigência técnica será superior":

- Mudam as características do jogo da equipe. A inglesa é muito técnica, de imposição física. E muda o cenário. Wembley, como o Maracanã, é um templos do futebol mundial, e a capacidade mental de concentração tem de ser muito alta. Tudo isso interfere - alertou Tite após o treino, em Wembley.

Questionado sobre seu estado de espírito na véspera da partida, o treinador respondeu quase em um desabafo:

- Um ser humano normal, adrenalina "a milhão", expectativa do jogo, feliz por estar aqui, olhando para o lado e dizendo: "Puxa, um cara lá de São Braz (interior de Caxias do Sul, RS), que foi autodidata e que buscou estudar e evoluir, se formar como professor de Educação Física, e está aqui agora, feliz, muito feliz".

Tite enfatizou a acirrada competição entre os jogadores em busca da titularidade e também uma vaga no Mundial da Rússia, mas disse que não pretende se precipitar até a definição da lista final.

-Vejam os jogos que têm feito o Willian, o Thiago (Silva), o Fernandinho. E segue com o Firmino, Ederson, Danilo... Há uma série de concorrências fortes. E aí o campo e o jogo falam. Não adianta eu querer ser bonzinho, tem de ser leal. Vai ser difícil para mim chegar à decisão final.

Capitão da equipe pela terceira vez sob o comando de Tite, Daniel Alves ressaltou que este clima de competição interna também influi no desempenho contra os ingleses:

- Infelizmente para os nossos adversários, e felizmente para nós, é uma uma oportunidade que temos de somar pontos necessários para voltarmos a sermos convocados. Todos os jogadores aqui têm esta consciência, de que se afunila a lista final, e têm de vir aqui e dar o seu melhor.

Devido a lesões, o técnico da Inglaterra, Gareth Southgate, levará a campo uma equipe desfalcada de alguns de seus principais nomes, entre eles, o atacante Harry Kane (autor de quatro gols em seus últimos quatro jogos pela seleção) e o meia Dele Alli, ambos do Tottenham.

- Mas no lugar dos dois, entram Rashford e Vardy. É um nível de qualidade muito alto - relativizou Tite.


Seja o primeiro a comentar