Mônica Bergamo - Mal.. ..Entendido

Publicado em 08/11/2018 por Folha de S. Paulo Online

O nome do tenor Jean William, que cantou o hino nacional na cerimônia dos 30 anos da Constituição, na terça (6), no Congresso Nacional, foi vetado na festa já que poderia desagradar ao presidente eleito, Jair Bolsonaro. O artista foi apresentado como Jean Silva.

O presidente eleito Jair Bolsonaro participa de Sessão Solene do Congresso Nacional em homenagem aos 30 anos da Promulgação da Constituição Federal de 88
O presidente eleito Jair Bolsonaro participa de Sessão Solene do Congresso Nacional em homenagem aos 30 anos da Promulgação da Constituição Federal de 88 - Pedro Ladeira/Folhapress

LINHAS 2 

A questão foi discutida pelos organizadores, que ficaram com receio de que Bolsonaro ligasse o nome do artista ao do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ). O parlamentar é desafeto do capitão reformado e já chegou a cuspir na cara dele.

SURPRESA 

O cantor, que se chama Jean William Silva, diz que não sabe por que não foi anunciado pelo nome que é conhecido. “Não recebi nenhuma informação, não sei dizer”, afirma.

PRAXE 

Segundo a assessoria de imprensa do Senado, a secretaria-geral da mesa, que encaminhou a cerimônia, “optou pela praxe de usar o primeiro e o último nomes de autoridades e convidados”.

PRAXE 2 

Por ela, o cantor Roberto Carlos, por exemplo, poderia ser apresentado como Roberto Braga caso participasse de algum evento do parlamento –o nome completo dele é Roberto Carlos Braga.

DE NOVO 

Paulo Maluf voltou a ser internado, desta vez no hospital Sírio Libanês. Ele faria uma cirurgia na coluna. Mas ela foi adiada porque o ex-prefeito estava com broncopneumonia.

VITRINE 

CNJ (Conselho Nacional de Justiça) começa nesta semana a julgar os casos de juizes que se envolveram na campanha eleitoral. Houve caso até de uma magistrada que posou com uma camiseta de Bolsonaro nas redes sociais.

RESPOSTA 

O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, já recebeu a defesa de quase todos eles. E decidirá, agora, se arquiva os casos ou se manda abrir investigação.

NOVO ENDEREÇO 

No caso das reclamações contra Sergio Moro, elas podem ser encaminhadas para o Ministério Público Federal caso o juiz deixe a magistratura antes de terem sido avaliadas pelo CNJ. O órgão não julga ex-magistrados.

​UM SÉCULO

A Votorantim celebrou cem anos com festa na segunda (5), na Arca, em São Paulo. O membro do conselho de administração da empresa, José Roberto Ermírio de Moraes, o presidente da Beneficência Portuguesa, Rubens Ermírio de Moraes, e sua mulher, a arquiteta Denise Moraes, foram ao evento. O presidente do Conselho Editorial do Grupo Globo, João Roberto Marinho, a empresária Renata Queiroz de Moraes, o presidente do Conselho de Administração do Instituto Natura, Pedro Villares, e o presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, também compareceram.

LISTA 

O presidente da Associação Médica Brasileira, Lincoln Ferreira, enviou um texto para amigos afirmando que foi “procurado por diversos interlocutores para uma possível indicação ao Ministério da Saúde”. 

NADA CERTO 

Ele disse à coluna, no entanto, que não houve nenhum contato oficial e que mandou o texto porque começou a ser procurado para falar sobre o possível convite. “Não tem atropelo. É só pra esclarecer.”

MAL... 

Uma carta escrita há 11 anos por Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc-SP, está circulando nas redes como se fosse um documento atual. Nela, Miranda critica um projeto do governo federal que “pretende rever a distribuição dos recursos do impropriamente chamado Sistema S”.

...ENTENDIDO 

À coluna, ele diz que “a situação era outra, embora tenha pontos em comum”. Miranda também afirma que não é responsável por nenhuma petição ou abaixo-assinado sobre a questão de manutenção do Sesc ou do Sistema S.

INCERTEZA 

“Não sei o que vai acontecer. Como não há posição clara e oficial [do governo de Jair Bolsonaro], mas só especulações e informações ainda à margem, não há como tomar qualquer providência”.

ESTATUETA 

O rapper Mano Brown, o presidente do STF, Dias Toffoli, e a advogada Valéria Lúcia dos Santos, que foi algemada numa audiência em Duque de Caxias (RJ), receberão o Troféu da Raça Negra, que homenageia quem trabalha em prol da igualdade racial.

ACORDES 

Guitarristas como Andreas Kisser, Edgard Scandurra e Toninho Horta participarão do projeto Brasil Guitarras. Pela primeira vez em SP, o festival será no dia 8 de dezembro, no Parque da Juventude.

CÂMERA, AÇÃO

O cônsul-geral da Espanha em SP, Ángel Vázquez Díaz de Tuesta, o cônsul-geral da Grécia em SP, Stylianos Hourmouziadis, e o curador Jacob Moe estiveram na abertura da 3ª Mostra de Cinema Grego, na Cinemateca, na semana passada. 

CURTO-CIRCUITO

Elba Ramalho canta em jantar do projeto Essência Bela. Nesta quarta (7), às 20h, na Casa Jereissati. 

Caco Barcellos participa de workshop de inclusão social. Nesta quarta (7), no Sescoop.

Roberta Saldanha lança livro sobre culinária brasileira. Às 19h, na Mercearia do Conde. 

Valéria Baraccat Gyy fala sobre união entre mulheres. Nesta quarta (7), no Lady Fina. 

Será lançado nesta quarta (7) livro sobre Percival Lafer. Às 18h30, na Livraria da Vila do JK Iguatemi. 

com BRUNA NARCIZO, BRUNO B. SORAGGI E VICTORIA AZEVEDO

 
Mônica Bergamo

Jornalista e colunista.