Morre economista Fernando Cardim de Carvalho aos 60 anos

Publicado em 16/05/2018 por Valor Econômico

SÃO PAULO  -  Faleceu na madrugada desta quarta-feira em sua residência, em Cascais (distrito de Lisboa), o economista Fernando José Cardim de Carvalho, aos 60 anos de idade. A informação foi dada por familiares por meio do Facebook.

Considerado referência no pós-keynesianismo no Brasil com forte atuação no meio acadêmico, Fernando Cardim era professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pesquisador-sênior do Levy Economics Institute, do Bard College, em Nova York, com passagem pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, RJ.

Com uma rica produção bibliográfica e analítica na imprensa, Cardim se formou em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) em 1975, concluiu mestrado em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em 1978 e doutorado em Economia pela Rutgers, the State University of New Jersey, em 1986.

Atuou como consultor de diversas instituições como o Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), Banco Central, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Finep, Anbima, Action Aid e Cepal. Era editor associado do Journal of Post Keynesian Economics.

Em uma de suas produções mais recentes, Cardim, que enfrentava um câncer, publicou o texto "Meu encontro (e desencontro) com Marx", no caderno de cultura do Valor, o Eu&Fim de Semana, de 27 de abril.

A cerimônia de cremação acontecerá nesta quinta-feira, dia 17, às 17 horas no Centro Funerário de Cascais, na Rua Cascais, no Cemitério de Alcabideche, distrito de Lisboa. Cardim deixa um filho, dois netos e esposa.