Mudanças na distribuição e produção da merenda escolar começarão em agosto

Publicado em 16/05/2018 por Blog do Acélio

Foi assinado na segunda-feira, 14, um memorando entre a Prefeitura de Codó e a Universidade Federal do Maranhão na presença do prefeito Francisco Nagib e da reitora Nair Coutinho.

Dia da assinatura do memorando que inicia a parceria

Foi o início das formalidades exigidas para que a parceria funcione. O município vai utilizar a partir do mês de agosto de 2018 a cozinha industrial do restaurante universitário do Campus 7 que nunca funcionou.

O secretário Paulo Buzar, de Educação, esclareceu que na parceria os universitários, cerca de 490, também terão alimentação. Além disso, água e energia elétrica da cozinha também serão por conta do município.

"Desativaremos, paulatinamente, as cozinhas municipais e faremos neste estabelecimento que estamos aqui, no Restaurante Universitário, que há anos está construído mas sem fornecer nenhuma alimentação a seus alunos (...) então unimos as nossas forças e colocaremos pra funcionar o restaurante universitário, os alunos poderão ter nesse estabelecimento as suas refeições e nós ganharemos com isso o fato de que não teremos que construir uma nova estrutura pra fazer com que tivéssemos a nossa própria cozinha industrial"

O secretário de Agricultura, Araújo Neto, disse que a ideia é atender em torno de 15 mil alunos que estudam na cidade, mas, inicialmente, o município começará atendendo 4 mil estudantes.

"Toda a rede do Ensino Fundamental Maior será atendida por aqui, aqui nós iremos produzir. Hoje se nós tivéssemos atendendo toda a rede atenderíamos 15 mil alunos e a nossa contrapartida pra UFMA, qual vai ser? atender os alunos que estão matriculados aqui na universidade Federal que hoje são uma faixa de 490 alunos, tarde, noite, dia, então essa é nossa contrapartida", explicou Araújo

PRESENÇA MARCADA ELETRONICAMENTE

A ideia propagada pelo governo é a de economia com controle total sobre o que chegará às escolas em caixas térmicas todo dia, sem desperdício.

Um programa de computador (software) foi desenvolvido para que a cozinha industrial saiba exatamente quantos alunos estão presentes em cada escola atendida.

Por meio de um celular ou tablet o professor marcará a presença do estudante, assim espera-se não haver erros no número de crianças que merendarão naquele dia.

"Em tempo real todas as crianças que frequentarão a escola municipal. Por exemplo, a criança dá entrada na escola, dá a sua presença às 7h, 7h30min da manhã, automaticamente a cozinha aqui recebe a demanda da escola. Diz a escola, exemplo, escola Senador Archer tem 200 alunos neste momento, a cozinha aqui vai produzir uma comida balanceada, adequada e pronta pra uma quantidade de 200 alunos que às 9h vai estar chegando na escola a comida ideal e suficiente para os 200 alunos que lá estão"

O mesmo programa também dará aos pais a chance de ver até as notas dos filhos pelo celular em casa baixando apenas o aplicativo desenvolvido. Os professores também serão, de certa forma, monitorados já que são eles os responsáveis pelo manuseio do aplicativo em sala de aula.

Prefeito vistoria cozinha industrial da UFMA que será equipada com recursos municipais

Francisco Nagib demonstrou confiança no projeto.

"Nós entendemos que com o acompanhamento de nossas nutricionistas, com o acompanhamento de toda a nossa equipe nós vamos conseguir dar uma merenda de qualidade à nossas crianças, mais ainda, conseguir com que ela se torne regular e padronizada a todas as escolas", disse o prefeito