Piauí pode ir ao Supremo por dinheiro da Cepisa

Publicado em 09/08/2018 por Valor Online

Piauí pode ir ao Supremo por dinheiro da Cepisa

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou que o Estado não recebeu a sua parte do leilão de privatização da Companhia Energética do Piauí (Cepisa) e que vai pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) o bloqueio do valor devido. Segundo o petista, o governo do Piauí tem direito a receber R$ 800 milhões relativos à venda da companhia.

Dias tinha um reunião marcada ontem com a ministra do STF Rosa Weber para conversar sobre o assunto, mas, segundo o gabinete da magistrada, o encontro não aconteceu. Rosa foi a relatora das ações que pediram a suspensão do processo de privatização da Cepisa. O governador do Piauí era contra a venda.

"Vou pedir o bloqueio do valor devido ao Estado do Piauí, cerca de R$ 800 milhões. A empresa foi federalizada em 1998, o Estado recebeu empréstimo no BNDES e assumiu as dívidas, e a empresa foi repassada sem dívidas", disse Dias sobre por que tentou agendar a audiência com a ministra.

O leilão foi realizado em 26 de julho e foi vencido pela Equatorial Energia. Com dívidas que somavam R$ 2,4 bilhões, a Cepisa foi vendida por um valor simbólico de R$ 50 mil, mas o governo federal estima que a operação renderá R$ 95 milhões aos cofres públicos e garantirá investimentos de R$ 720 milhões.