Políticos tradicionais querem que Huck seja o novo, diz leitor

Publicado em 13/02/2018 por Folha de S. Paulo Online

O apresentador Luciano Huck durante palestra realizada na capital paulista
O apresentador Luciano Huck durante palestra realizada na capital paulista - Eduardo Anizelli/Folhapress

Eleições

É uma ilusão achar que  Luciano Huck  é a renovação na política. O fato de ele ser inexperiente o torna um testa de ferro e/ou marionete em potencial nas mãos do grupo que realmente governará -e que não terá nada de novo. Se ele tem pretensões políticas, que se candidate a outros cargos e construa uma carreira.

Sônia Rocha Marques (São Paulo, SP)


Luciano Huck provavelmente não está fazendo nada para ser presidente. Aparentemente, os políticos tradicionais é que o desejam, para que ele seja o "novo". Mas, se ele realmente fosse candidato, mostrasse boas ideias e não fosse ligado à política tradicional, eu votaria nele, independentemente de sua experiência administrativa prévia. Os políticos "experientes" mostraram que não têm capacidade para fazer o que é certo.

Marcos Cruz (Sorocaba, SP)


Para um político experiente como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso apontar Luciano Huck, um apresentador de programa de televisão, como candidato à Presidência da República, é porque o Brasil está de fato sem uma liderança para conduzir os destinos do país.

Melchior Moser (Timbó, SC)


No Brasil, os ecos [das energias que levaram ao colapso arranjos partidários enraizados] serão apenas ruídos, graças à blindagem imposta pelo clube fechado dos partidos que detém o monopólio das candidaturas, condenando o país a um atraso institucional pela impossibilidade de candidaturas independentes. Os partidos têm donos e as suas portas estão fechadas aos cidadãos comuns.

Wilson Oliveira (São Paulo, SP)


Carlos Marun

Nunca vi pessoa tão adequada ao governo Michel Temer como o ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo): declarações impressionantes -"Se fosse para ter um candidato a presidente da República televisivo, eu confesso que preferiria o Ratinho".

Maria Efigenia Bitencourt Teobaldo (Belo Horizonte, MG)


Diretor da PF

A fala do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, sobre a investigação ainda em andamento que envolve o presidente da República, Michel Temer, expôs a instituição, que está bem conceituada por conta de sua eficiência e rapidez em investigações. Acredito que, diante de sua opinião, Segovia deveria pedir demissão do cargo.

Maria Helena Beauchamp (São Paulo, SP)


Reformas

Decepcionante o editorial da Folha, que, como toda a imprensa, despreza a defesa da reforma tributária, de extrema necessidade por atingir por longa data os assalariados mais pobres.

Jason César de Souza Godinho (Santos, SP)


Carnaval

Bonita a epifania de Gregorio Duvivier. Todavia, por tudo que o noticiário e o dia a dia infelizmente apresentam, sabemos que estamos longe de ser a gente mais legal do planeta.

Jefferson C. Vieira (São Paulo, SP)


Como pessoas de outros países podem entender que um país cheio de escândalos de corrupção fique paralisado para o povo pular Carnaval? Jamais entenderão, mesmo que tentem.

Francisco José Cardia (Bragança Paulista, SP)


Nas proximidades dos estabelecimentos hospitalares nos deparamos com placas de advertência: "Silêncio", "Não buzine". Pois bem, as autoridades municipais resolveram reservar para a concentração de blocos carnavalescos e seus trios elétricos barulhentos justamente o trecho da avenida 23 de Maio ao lado dos hospitais Beneficência Portuguesa e do Servidor Público Municipal.

Antonio Carlos Ramozzi (São Paulo, SP)


Auxílio-moradia

O auxílio-moradia deve ser concedido para quem mora longe do local de trabalho e não tem imóvel na cidade. Mesmo assim, deve ser temporário. Defender essa aberração é debochar dos demais trabalhadores.

Joaquim Branco (Rio de Janeiro, RJ)


A resposta republicana à questão é olhar para todos os Poderes e acabar com privilégios incompatíveis.

Oseias Bueno Ribeiro (São Paulo, SP)


Apesar de ser lamentável que essa questão tenha sido regida por uma liminar, a responsabilidade pelo gasto não é só do ministro Luiz Fux ou do Supremo Tribunal Federal, mas de cada juiz que pediu e recebeu o auxílio.

João Fernando de Oliveira Coelho (Rio de Janeiro, RJ)


Estrutura do Judiciário

Muito bom o texto de Eduardo Passos. É importante lembrar também que os juízes de primeira ou segunda instância são concursados, dotados de bastante conhecimento jurídico e geralmente muito competentes. Já os ministros do STF são indicados pelo presidente da República, quase sempre sob forte interferência política.

Cecília Moricochi Morato (Franca, SP)


Violência doméstica

A cultura da violência contra a mulher relatada no artigo nos assombra. Quando vemos que até mesmo na rica e culta França há vozes que se levantam contra campanhas que denunciam o assédio e a violência contra as mulheres, percebemos o longo caminho que temos de percorrer no Brasil para que a mulher -menina, adolescente e adulta- seja respeitada como pessoa e cidadã, e não tratada como simples objeto de desejo ou posse.

Darcio de Souza (São Paulo, SP)


PARTICIPAÇÃO

Os leitores podem colaborar com o conteúdo da Folha enviando notícias, fotos e vídeos (de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, basta acessar Envie sua Notícia ou enviar mensagem para leitor@grupofolha.com.br.