Segurança é reforçada na Rocinha após prisão de Rogério 157

Publicado em 06/12/2017 por Band

O clima é de aparente tranquilade na Rocinha / (Foto: Christiano Pinho) O clima é de aparente tranquilade na Rocinha (Foto: Christiano Pinho)

No dia da prisão de Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, o clima é tranquilo na Rocinha, na Zona Sul do Rio. Apesar disso, moradores que circulam pela região seguem apreensivos.

Por volta das 8h30 desta quarta-feira (6), tiros foram ouvidos na comunidade, mas sem afetar o funcionamento das unidades de saúde e educação do local, além do comércio.

O comando de operações especiais da Polícia Militar segue reforçando o patrulhamento na favela, com apoio de um helicóptero que sobrevoa a parte alta da comunidade.

Desde o dia 18 de setembro, quando as forças de segurança iniciaram operações para coibir confrontos entre criminosos cerca de 70 bandidos foram presos, 25 morreram, 12 menores foram apreendidos e uma grande quantidade de armamento foi recolhida, como 23 fuzis e mais de 50 granadas. Ao longo das ações 7 moradores e 4 policiais ficaram feridos e a turista espanhola Maria Esperanza morreu quando PMs atiraram contra o carro em que ela estava por engano.