Stammtisch de Joinville voltará a ser na Via Gastronômica

Publicado em 09/08/2018 por A Notícia - SC

O Stammtisch de Joinville está de volta ao ponto tradicional, na Via Gastrômica, na rua Visconde de Taunay. O evento marcado para outubro havia sido transferido para a Beira-rio, na frente da Câmara e do Fórum, devido às obras da macrodrenagem do rio Mathias, mas como a instalação da galeria subterrânea ficou para 2019 naquele ponto, o Stammtisch será realizado na Visconde, em 20 de outubro. O encontro reúne em torno de 25 mil pessoas.

 

A participação

Vereador em Joinville, Mauricinho Soares (MDB) garantiu que Udo Döhler teve “grande participação” na aliança do MDB com o PSDB porque mantinha contatos frequentes com Napoleão Bernardes (PSDB), ex-prefeito de Blumenau e agora vice da chapa liderada por Mauro Mariani (PMDB) na disputa pelo governo do Estado. Udo realmente teve conversas com Napoleão e até podem ter tratado de alianças, mas talvez só no momento em que Udo ainda estava no páreo.

 

Fiscalização

Em operação ontem na Rodovia do Arroz, foram autuados 13 dos 35 caminhões com cargas perigosas abordados.

 

Tempo de eleição

O Hospital Municipal São José tem boas chances de ser um dos principais temas da campanha para o governo do Estado.

 

Na aliança

Divulgação(Foto: Divulgação)

Mauro Mariani visitou Marco Tebaldi na manhã de ontem, no gabinete na Câmara dos Deputados. Para o deputado federal do PSDB, o agora candidato a governador pelo MDB agiu com “correção” nas tratativas das alianças. “Não citou nomes de vices e tratou com transparência. Foi firme e fez por merecer (a candidadura)”, alegou Tebaldi. Na conversa, foi tratado também da campanha na região Norte, onde votam 940 mil eleitores em 26 cidades (regiões de Joinville, Jaraguá e São Bento do Sul).

 

A luta de Tebaldi “até o fim”

Um dos principais defensores da candidatura de Paulo Bauer ao governo do Estado, Tebaldi diz ter “lutado até o fim”. “Bauer tinha boas chances de ir para o segundo turno, mas as alianças não saíram e ele ficou sozinho”, diz o deputado federal, candidato à reeleição, se queixando de que houve quem “envenenou” a relação do senador com outros partidos. Tebaldi considera fundamental para o PSDB a reeleição de Bauer no Senado.

 

Leia outras publicações de Saavedra