Universidade

Publicado em 14/11/2017 por O Globo

Saguão da PUC-Rio . Foto Gustavo Azeredo/Agência O Globo

RIO - A PUC-Rio vem na frente quando o carioca fala em universidade privada. Para o reitor da universidade, padre Josafá Carlos de Siqueira, SJ (sigla em latim para Companhia de Jesus), a força da instituição na lembrança de quem mora no Rio está ligada principalmente à qualidade acadêmica. São, ao todo, 20 mil alunos, em cursos de extensão, pós-graduação e graduação, onde está a maior fatia: 12 mil.

A universidade vem ampliando ações para promoção da consciência socioambiental de alunos e professores. Criou, por exemplo, a disciplina Ética Socioambiental e Direitos Humanos, do Departamento de Teologia. Este ano, ela substituiu Ética Profissional, entrando para a grade obrigatória de disciplinas de Cultura Religiosa dos cursos de graduação.

No Times Higher Education World University Rankings 2018, divulgado em setembro, a PUC-Rio aparece na liderança em internacionalização no Brasil. A instituição tem convênios com mais de 250 universidades no exterior. Eles permitem que, todos os anos, 600 alunos estudem lá fora, e que mais de mil estudantes estrangeiros cheguem à universidade carioca, na Gávea.

A Estácio, que tem 87 cursos de graduação e 370 de pós-graduação no Rio, vai reforçar a oferta de cursos de MBA.

- Estamos abrindo cinco cursos de MBA formatados após um mapeamento de mercado, em áreas como Liderança e Gestão para Alta Performance - diz o presidente da Estácio, Pedro Thompson.

Uma frente que garante contato direto com os cariocas é a participação da Estácio em grandes eventos na cidade, como a Olimpíada, em 2016, e o Rock in Rio, este ano.

A FGV-Rio estreia no ranking já em terceira colocação. A instituição vem expandindo sua abrangência, com dois mil alunos este ano, ante 1.200 em 2016. Entre os cursos de graduação mais disputados, estão os de Administração, Economia e Direito. Em 2017, foram abertos novos cursos, como o Post MBA em Negócios Digitais.

- Temos forte atuação em eventos, com mais de 250 por ano, sendo 90% deles gratuitos e contando com a presença de especialistas e autoridades que são referência em suas áreas - destacou Marcos Facó, diretor de Comunicação e Marketing da FGV-Rio.