Bolsonaro vai extinguir o Ministério do Trabalho

Publicado em 08/11/2018 por Valor Online

Bolsonaro vai extinguir o Ministério do Trabalho

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou ontem que o Ministério do Trabalho e Emprego será extinto e "absorvido" por algum outro. No início da semana, o Valor revelou que dez entidades da indústria levaram a Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil, uma proposta para a criação do Ministério da Produção, Trabalho e Comércio, que resultaria de uma fusão da pasta do Trabalho com o Mdic.

O anúncio de Bolsonaro provocou reações negativas dos sindicatos, mas foi visto com bons olhos por economistas. Outros, como Clemente Ganz Lúcio, diretor técnico do Dieese, ficaram no meio do caminho. Para ele, só será possível avaliar o impacto da medida quando for conhecido o desenho da reestruturação ministerial. Antonio Neto, presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), considera a extinção "parte do pacote de retrocesso imposto nos direitos dos trabalhadores que teve início com a reforma trabalhista". A União Geral dos Trabalhadores (UGT) acredita que Bolsonaro ainda poderá voltar atrás em sua decisão.

Leia

mais

  1. Eleito confirma extinção da pasta do Trabalho

José Márcio Camargo, professor da PUC-Rio, diz que a Pasta perdeu muitas de suas funções com a reforma trabalhista e suas atribuições atuais "podem ser bem acomodadas num departamento dentro de outro ministério".