Como foi o debate dos candidatos a presidente na Band

Publicado em 10/08/2018 por Gazeta do Povo

Bom dia!

No mesmo dia em que o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) divulgou seu levantamento de que 63.680 mil pessoas morreram de forma violenta no Brasil no ano passado, um avanço de 2,9% em relação às 61.283 registradas em 2016, os candidatos à Presidência da República tinham muito pouco a dizer sobre isso no primeiro debate televisionado desta corrida eleitoral.

Na verdade, em um palco cheio, todos disseram muito pouco e nenhum se destacou, exceto Cabo Daciolo (Patriota), que teve uma ascensão meteórica em buscas na internet proporcional ao non sense de suas performances e quase roubou o protagonismo digital de Jair Bolsonaro (PSL). Geraldo Alckmin (PSDB) até tentou ensaiar uma ou outra proposta, mas, a julgar pelo interesse pelo em seu nome na internet, não empolgou ninguém. Ele e Marina Silva (Rede) foram os menos buscados no Google.

Target

E se você fosse parte da campanha de um candidato e tivesse que pensar em anúncios patrocinados no Facebook, quem você tentaria atingir com esses conteúdos? Um levantamento do centro de pesquisas InternetLab, que já identificou mais de 27 mil anúncios a partir de 579 usuários que instalaram um plugin com esse objetivo, está começando a entender a estratégia virtual das campanhas nestas eleições.

R$ 6,5 milhões

É a soma dos patrimônios de Geraldo Alckmin (PSDB) e sua vice, Ana Amélia (PP), conforme declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O governo tenta...

O governo editou um decreto que torna mais rápido e fácil suspender o Benefício de Prestação Continuada (BPC) em caso de irregularidades. O BPC custa bem mais caro que o Bolsa Família, e é bem menos eficiente. Nesse período eleitoral, não deixe de conferir a resposta de Fernanda Trisotto para a pergunta: o Brasil gasta bem o dinheiro da assistência social?

...o Judiciário atrapalha

Falando em gasto, o reajuste de 16,38% que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) querem aprovar no próprio salário para o ano que vem pode gerar uma fatura extra de até R$ 4 bilhões, pelo efeito cascata

E Guido Orgis, comentando a decisão tomada pelos ministros por 7 votos a 4, vai na veia:

Minha sugestão é R$ 100 mil para começar a conversa, em vez de R$ 39 mil. Um salário de R$ 100 mil para um ministro do STF parece absurdo, mas traduziria bem o modo como o funcionalismo enxerga seus vencimentos, uma espécie de direito adquirido que não está sujeito à capacidade de pagamento do Estado. Os ministros estão conscientes de que a decisão de quarta-feira terá um efeito em cascata calculado em R$ 3 bilhões justamente em um momento em que se pede da população sacrifícios para o até agora malfadado ajuste fiscal.

Mordomia

Pouco? Então toma: Lúcio Vaz revela os casos dos deputados suplentes que recebem um pouquinho além do salário. Hoje, um suplente tem direito a dois salários extras de R$ 33,7 mil se ficar pelo menos seis meses no exercício do cargo.

Ufa

Para ninguém falar que só tem notícia ruim sobre contas públicas, um pequeno – bem pequeno – alento: o Ministério Público Federal (MPF) anunciou ontem que está devolvendo à Petrobras pouco mais de R$ 1 bilhão em recursos que foram desviados da companhia, um recorde no âmbito da Operação Lava Jato.

Legado

Há muitas maneiras como um regime coletivista e totalitário pode gerar perversões. Maurício Brum conta a história de uma desastrosa intervenção do Estado Romeno na vida das famílias, que provocou uma tragédia enorme que repercute até hoje:

Um número estimado entre 100 mil e 170 mil crianças eram confinadas em instituições fétidas, com péssimas condições de saneamento e higiene, esquecidas pelo governo e praticamente sem contato humano. Muitas desenvolveram transtornos psicológicos e foram infectadas com doenças como hepatite B e Aids. Hoje, quase trinta anos mais tarde, os sobreviventes lutam por justiça.

Defesa da vida

No editorial de hoje, a Gazeta do Povo comenta o desfecho da votação que rejeitou legalizar o aborto na Argentina. Sem dúvidas, uma vitória da vida, mas que convida à vigilância e à mobilização contínua do movimento azul celeste:

Segundo a militância pró-aborto, os parlamentares rechaçaram a legalização indiscriminada, mas estariam dispostos a aceitar versões mais brandas que abrissem mais possibilidades à prática. Por esse raciocínio, ao tentar aprovar primeiro a medida mais radical, o abortismo colocaria o tema em discussão para que, mesmo em caso de fracasso, os políticos resolvessem buscar uma solução intermediária mais adiante. Mas o inesperado veio pela forte mobilização pró-vida, que até agora era tímida na Argentina e ganhou grandes proporções devido ao projeto de lei da legalização.

Estilo de vida

Você é corajoso? Mesmo? Então confira a seleção dos nossos editores:

Pode isso? Luan Galani (Haus) recomenda: “Proibido em 65 países, o amianto poderá ser usado em produtos domésticos comuns nos Estados Unidos. A autorização veio do governo norte-americano, que ‘ampliou’ o uso da substância cancerígena”.  

Aventura. Isadora Rupp (Viver Bem) recomenda: “Essa é para turistas corajosos e aventureiros: selecionamos 10 vulcões ativos que podem ser visitados pelo mundo. Desde o famoso Monte Kilimanjaro, no Quênia, até os mais próximos, como o Vulcão Villarrica, no Chile. Garantia de paisagens incríveis”. 

Volta ao mundo em 1 minuto

A incrível história da Lava Jato na Argentina. Vandré Kramer (Mundo) escreve:

Lava Jato hermana. Isabella Mayer de Moura destrincha o mais recente escândalo de corrupção na Argentina: “Cadernos da Corrupção K”, que envolve ex-funcionários dos governos de Néstor (2003-7) e Cristina Kirchner (2007-15). A ex-presidente deverá depor na próxima semana. 

Contrassenso. Dois em cada cinco bolivianos vivem na pobreza. E uma das prioridades de Evo Morales, o presidente boliviano, desde 2014, foi a construção de uma nova sede de governo: um prédio de 26 andares, que custou US$ 34 milhões e teve materiais importados da Alemanha, Estados Unidos e China

Star Wars. Os Estados Unidos não quer ficar para trás na nova corrida espacial. O vice-presidente Mike Pence anunciou, nesta quinta, os planos para criar uma força militar especial a partir de 2020. É para ser o sexto braço das forças armadas americanas”.

Foto do dia

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/08/10/Opiniao/Imagens/Cortadas/foto 10082018-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

É uma briga de gato e rato. O grupo terrorista Hamas lançou dezenas de foguetes desde a noite de quarta-feira em direção ao Sul de Israel . Este, como não poderia deixar, revidou. Pelo menos duas pessoas morreram. A esperança é de haja um cessar-fogo.

Mahmud HamsAFP

Paraná 

Já está pensando em quem votar para o governo do estado? Sandro Gabardo (Política Paraná) escreve: 

Enrosco. Sete pessoas foram multadas, entre elas ex-secretários estaduais, em função de irregularidades constatadas no processo de licitação da PR-323, em 2014. O contrato, que envolvia a Odebrecht e foi rescindido em 2017, acabou respingando em acusações de caixa 2 contra o ex-governador Beto Richa (PSDB). Confira as falhas apontadas e o valor das punições.  

Quadro Negro. Ademar Traiano (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, e Plauto Miró (DEM), deputado estadual, viraram alvos de inquéritos criminais instaurados pelo Ministério Público do Paraná em relação às denúncias da Operação Quadro Negro. Eles foram citados em delação premiada pelo dono da Construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza, como parte de um esquema que teria desviado mais de R$ 20 milhões de obras em escolas estaduais.  

Passado. Quatro candidatos ao governo do Paraná estiveram juntos em Brasília como deputados federais, entre 2011 e 2014. A jornalista Catarina Scortecci traça um panorama de como foi essa passagem de Cida Borghetti (PP), Dr. Rosinha (PT), João Arruda (MDB) e Ratinho Júnior (PSD) pela capital do país. Relembre com a gente”. 

Curitiba 

Sextou! Confira a seleção dos nossos editores:

Anote. Gilson Garrett Jr. (Guia) recomenda: “Como diria Chico Pinheiro: graças a Deus é sexta-feira! E para você se divertir, montamos um roteiro com o que há de melhor para curtir em Curitiba no fim de semana”. 

Eu vou. Luan Galani (Haus) recomenda: “O sonho de adultos e crianças se realizou: blocos gigantes de ‘Lego’ chegaram a Curitiba! Versáteis, podem decorar qualquer evento ou festa com bastante personalidade”. 

Tem de tudo. Talita Boros Voitch (Bom Gourmet) recomenda: “Neste fim de semana rola a Polska Fest, uma festa da comunidade polonesa na Sociedade Abranches. E tem muita coisa boa para comer! Destaque para o clássico (e insuperável) pierogui, as tortas de maçã e requeijão e para o drinque Apple Zu, feito com vodca Zubrowa, suco de maçã e canela!” 

Mas, atenção! Fernanda Leitóles (Curitiba) recomenda: “Sindicatos de Curitiba organizam um ato na manhã desta sexta em defesa dos direitos dos trabalhadores. Algumas categorias prometem paralisar as atividades. Confira quem participa dos protestos do Dia do Basta e quais serviços podem ser afetados”.  

Um ótimo final de semana a todos!