Curso grátis de qualificação é alternativa para reduzir crise

Publicado em 14/11/2017 por DCI

14/11/2017 - 05h00

Curso grátis de qualificação é alternativa para reduzir crise

Programa Qualifica está com inscrições abertas ainda para este ano; a pessoa interessada precisa ter idade mínima de 18 anos e residir no município

Bicicletas serão recuperadas ou vão compor o estoque de peças
Bicicletas serão recuperadas ou vão compor o estoque de peças
Foto: Júlio Ottoboni

São José dos Campos - A Prefeitura de São José dos Campos tem investido em programas profissionais que possam auxiliar desempregados a desempenhar atividades e minimizar os efeitos da crise.

As ações do Programa Qualifica são voltadas, principalmente, aos com maior dificuldade de recolocação. Também, por meio de suas fundações, a gestão tem buscado estimular serviços em alta na região, como o de bicicletaria. O Programa está com inscrições para cursos gratuitos de qualificação profissional ainda neste ano.

As vagas são para treinamento de hidráulica, empregabilidade, postura profissional, como atender bem o cliente e cardápio natalino. A intenção do programa é aproveitar o período de festas e possibilitar a contratação temporária pelo comércio.

Para participar, o interessado precisa ter idade mínima de 18 anos e ser morador de São José dos Campos (SP). O critério de classificação dos matriculados é o socioeconômico. Desde o início do ano, mais de nove mil pessoas foram capacitadas. O programa envolve as áreas do empreendedorismo, gastronomia, além da indústria, comércio e serviços. Em 2016, foram capacitadas cinco mil pessoas.

Coordenado pela Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, o Qualifica visa facilitar o acesso dos trabalhadores aos cursos que possam agregar valor aos seus currículos e torná-los mais competitivos na disputa por um novo emprego.

Já a Fundação Hélio Augusto de Souza (Fundhas), que lida com jovens carentes, a Secretaria de Estado dos Negócios da Segurança Pública e a Delegacia da Infância e Juventude local conseguiram a doação de bicicletas apreendidas e que estavam nas delegacias e pátios policiais da cidade há mais de seis meses.

A Fundhas recebeu 120 bicicletas, várias delas em boas condições e recuperáveis em suas condições estéticas, estruturais e mecânicas. O lote será usado no ensino: passarão por processo de seleção e catalogação antes de serem disponibilizadas aos aprendizes de bicicletaria.

Cerca de 30% das bicicletas doadas tem condições de recuperação total. As demais serão desmontadas para compor o estoque de reposição de peças e possíveis customizações. O aproveitamento das bicicletas em atividades educacionais é uma proposta da Delegacia da Infância e Juventude. "É uma forma de contribuir para formação dos jovens, a educação é o maior fator de prevenção de atos infracionais", disse o delegado Neimar Mendes, autor da ideia. "Vemos na parceria a possibilidade de inserir o jovem no mercado de trabalho em uma área que tem crescido muito. As pessoas estão mais conscientes sobre o uso da bicicleta, como transporte alternativo ou para praticar uma atividade física", explicou o delegado.

Julio Ottoboni

Assuntos relacionados:

s. josé dos campos