Deputados dos EUA aprovam lei que torna ilegal comer cães e gatos

Publicado em 14/09/2018 por Portal R7

Deputados dos EUA aprovam lei que torna ilegal comer cães e gatos Nova regulamentação prevê multa de até 5 mil dólares para quem abater, armazenar, vender ou doar animais para serem consumidos como alimento cães e gatos

Nova lei nos EUA impede consumo de cães e gatos como alimento

Nova lei nos EUA impede consumo de cães e gatos como alimento

PixaBay

Em um raro momento de cooperação entre os partidos Republicano e Democrata, a Câmara dos Deputados dos EUA aprovou esta semana uma lei que proíbe o abate de cães e gatos para comer.

A prática já era proibida em matadouros há décadas, mas até então não havia uma lei que proibisse indivíduos de fazerem isso em 44 dos 50 estados norte-americanos.

A lei é de autoria do deputado republicano Vern Buchanan e do democrata Alcee Hastings, ambos da Flórida.

Com a nova regulamentação, está prevista uma multa de até US$ 5 mil (cerca de R$ 21 mil) para quem matar, despachar, vender ou doar cães e gatos para serem consumidos como comida.

O projeto tem apenas uma exceção, para tribos indígenas que utilizem os animais para "cerimônias religiosas".

Além da nova lei, a Câmara também aprovou uma resolução que pede a outros países que façam o mesmo e proíbam o consumo humano de cães e gatos.

O recado é direcionado especialmente a países do sudeste asiático, como China, Vietnã, Tailândia, Filipinas, Indonésia, Camboja, Laos e Índia, entre outros. Na Coreia do Sul, uma decisão da Justiça em junho considerou ilegal o consumo de carne de cães.

A lei ainda irá para votação no Senado e a tendência é que seja aprovada antes do recesso do Congresso, no fim deste mês. 

Acompanhe o noticiário internacional no R7