Ex-premier da Itália visita Lula na prisão, em Curitiba

Publicado em 14/09/2018 por IstoÉ

SÃO PAULO E BRASÍLIA, 14 SET (ANSA) - O ex-primeiro-ministro italiano Massimo D'Alema visitou ontem (13) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril, condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro.   

D'Alema, que governou a Itália entre 1998 e 2000 e é membro do esquerdista Partido Democrático (PD), disse que a prisão do petista é "uma monstruosidade" e alegou que "não há provas" contra Lula.   

"Tive várias reuniões com Lula em minha vida e nunca imaginei que o encontraria como prisioneiro. Mas o vi com o mesmo espírito, a mesma coragem e a mesma vontade de servir ao povo brasileiro", declarou o ex-premier italiano. Além de D'Alema, o ex-governador do Distrito Federa do México Cuauhtémoc Cárdenas também visitou Lula na tarde de ontem em Curitiba.   

No último dia 11, o PT oficializou o nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como candidato à Presidência pelo partido nas eleições de outubro. Ele era vice na chapa de Lula, cuja a candidatura foi impugnada com base na Lei da Ficha Limpa. (ANSA)