É muito difícil aprovar a reforma da Previdência no Brasil em ano eleitoral, diz S

Publicado em 12/01/2018 por DCI

SÃO PAULO - Será muito difícil a reforma da Previdência ser votada neste ano no Brasil, marcado por eleições presidenciais, bem como avançar com medidas fiscais mais dolorosas, afirmou nesta sexta-feira a diretora para ratings soberanos da Standard & Poors, Lisa Schineller.

Na noite passada, a agência de classificação de risco rebaixou o rating brasileiro em função da demora na aprovação de medidas para reequilibrar as contas públicas, num claro sinal para a reforma da Previdência, e de incertezas devido às eleições deste ano.

 

(Por Bruno Federowski)