Palmeiras volta a ter problemas com apito, e Felipão acalma elenco

Publicado em 14/09/2018 por Portal R7

Palmeiras volta a ter problemas com apito, e Felipão acalma elenco Ainda na briga por conta da final do Paulistão, o Verdão reclama agora de um erro na semifinal da Copa do Brasil; técnico quer ver time distante do assunto Os erros de arbitragem contra o Palmeiras e o elenco

No último lance contra o Cruzeiro, lance com o goleiro Fábio foi muito contestado

No último lance contra o Cruzeiro, lance com o goleiro Fábio foi muito contestado

Reprodução/Lance

A derrota para o Cruzeiro no Allianz Parque é apenas mais um caso na temporada em que o Palmeiras se enervou com a arbitragem. Considerando-se prejudicado desde a decisão do Campeonato Paulista, ao mesmo tempo em que o clube reclama por meio de sua diretoria, Luiz Felipe Scolari tenta blindar o elenco.

Veja também: Palmeiras e Cruzeiro: por que o juiz não usou VAR em lance polêmico

Já no Dérbi, Felipão havia dito que o principal em seu trabalho do clássico em diante seria fazer o grupo ter "cabeça boa". Na semifinal da Copa do Brasil, o técnico voltou a ver o time irritado com a arbitragem e avisou que esta foi a última vez que isso acontecerá.

- Sabíamos de antemão que seria um jogo muito difícil, em que teríamos de ter muito equilíbrio e em determinados momentos nos perturbamos com lances que achamos ser a nosso favor e não deram. Não pode acontecer conosco mais e não vai acontecer - disse o treinador, depois da derrota por 1 a 0.

Nem Felipão quis falar sobre o gol anulado de Antônio Carlos no último lance, deixando o tema a cargo de Alexandre Mattos. O diretor de futebol questionou a decisão do árbitro Wagner Reway, que apitou falta de Edu Dracena, em vez de deixar o lance seguir para analisá-lo com o VAR.

Veja também: 'Lance do jogo do Palmeiras não era para VAR', diz coordenador da CBF

Mesmo antes desse lance, os jogadores do Verdão mostravam contrariedade às decisões do juiz, principalmente Dudu, que recebeu cartão amarelo por reclamar de forma veemente. Do lado cruzeirense, Edilson foi expulso por o árbitro considerar que o lateral o mandou "se f...".

Além da entrevista de Mattos, o Palmeiras prepara um dossiê para enviar à CBF, com imagens e um relatório criticando Reway. O procedimento é padrão no clube, que agiu da mesma forma após o Dérbi - no clássico, o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima não deu pênalti em Marcos Rocha e expulsou Felipão. Também neste jogo, os atletas alviverdes mostraram-se irritados com o juiz.

Veja também: Felipão evitar reclamar do árbitro e diz que Palmeiras fez jogo 'razoável'

A maior reclamação do clube em 2018 segue sendo da final do Campeonato Paulista, em que o Verdão alega ter ocorrido interferência externa para reverter a marcação do pênalti de Ralf em Dudu. Depois de ser derrotado pelo Corinthians nos pênaltis, o Palmeiras briga nos tribunais para que seja aberta uma investigação. O caso está atualmente sob análise do STJD, que deve dar uma resposta ainda neste mês.

Não falha: veja 10 jogos em que 'Lei do Ex' funcionou contra o Palmeiras